Basílica
 Dados Gerais do Carmo
 Basílica Tombada
 Significado Histórico
 Pobre Matriz Rica
 Basílica na História
 Outras Informações
 Livro da Basílica
 Pinturas
 Iconografia
 Órgão Tamburini
 Coral Vozes do Carmo
 Horários de Missas
 Horários de Confissões
Paróquia
 Histórico
 Párocos
 Pastorais
 Atividades
 Calendário Anual
 Horários
 Batizados
 Casamentos
 Escola Paroquial
 Capela N.Sra.Boa Morte
 Templo Votivo
 
N. Sra. do Carmo
 Festa: 16 de Julho
 Devoção e História
 Novena
 Cânticos
 Oração
 Reza do Terço

 

 

 

 

 

 

 Recomende este site

 

 

 

 
 

 

 

 

Doença não é castigo de Deus

Doença muitas vezes é mera consequência de nossos próprios atos praticados contra a saúde do corpo, da mente, da alma... Mas doença também se instala em nosso organismo sem que tenhamos feito nada para que isto acontecesse... Porém, seja qual for a sua causa, o sofrimento tem sempre um propósito... tem sempre algo a querer nos dizer... a querer nos mostrar... a querer nos fazer entender... a querer mudar o que precisa ser mudado... Deus não é a favor da dor. Pelo contrário, Deus é a favor da vida em plenitude. E vida plena é vida com alegria, sem sofrimentos, sem doenças, sem dor... Seja qual for o nosso sofrimento, Deus está sempre ao nosso lado, ajudando-nos a utilizar todos os meios de que dispomos para transformar a nossa dor em alegria...

 

 

 

 

O anseio de felicidade, profundamente radicado no coração humano, esteve sempre associado ao desejo de se libertar da doença e de compreender o seu sentido, quando se a experimenta. Trata-se de um fenômeno humano que, interessando de uma maneira ou de outra a todas as pessoas, encontra na Igreja particular ressonância. Esta, de fato, vê a doença como meio de união com Cristo e de purificação espiritual e, para os que lidam com a pessoa doente, como uma ocasião de praticar a caridade. Não é só isso porém; como os demais sofrimentos humanos, a doença constitui um momento privilegiado de oração, seja para pedir a graça de a receber com espírito de fé e de aceitação da vontade de Deus, seja também para implorar a cura.

João Paulo II (Instrução sobre as orações

para alcançar de Deus a cura)

 

 

 

 

 

Oração do Enfermo

Senhor Deus, coloco-me diante de ti, em atitude de  oração.
Sei que Tu me ouves e me vês.
Sei que estou em Ti e que a Tua força está em mim.
Olha para esse meu corpo marcado pela enfermidade. Tu sabes, Senhor, o quanto me custa sofrer.
Sei que Tu não Te alegras com o sofrimento dos teus filhos.
Dá–me, Senhor, força e coragem para vencer os momentos de desespero e cansaço.
Ajuda-me para que eu seja paciente e compreensivo, simples e modesto.
Neste momento, ofereço a ti todas as minhas preocupações, angústias e sofrimentos, para que eu seja mais digno de Ti.
Aceita, Senhor, que eu una os meus sofrimentos aos sofrimentos do teu filho Jesus Cristo, que por amor dos seus irmãos deu a sua vida no alto da Cruz. Amém.

 

Oração da Esperança

A Esperança, Senhor, é o maior milagre da Tua Graça;
pois, ainda que vejamos com os nossos próprios olhos tudo que acontece conosco e com nosso mundo, todo sofrimento e todo fracasso, cremos que apesar de tudo haja futuro e que a esperança nunca nos abandonará.

Agradeço-te Senhor, que, após tanto sofrimento, ainda posso ter esperança.
Naquilo que possuo não posso confiar.
Vivo somente do futuro, da minha esperança.

Senhor dá-me forças para conservar a esperança, não obstante todo mal que me cerca.
Dá-me confiança inabalável no teu amor.
Tu fazes tudo que prometeste.
Que eu sinta alegria por causa da minha esperança, e seja paciente apesar de toda a dor. Amém.

 

Oração do Agente de Pastoral da Saúde

Pe. Arnaldo Pangrazzi (MI)

Acalma meu passo, apressado, ó Senhor; torna-me um instrumento mais eficaz da tua misericórdia.

Abençoa a minha mente para que eu não seja indiferente ou insensível, mas esteja atento às necessidades do irmão que sofre.

Abençoa meus olhos para que estejam abertos para reconhecer o teu rosto no rosto de cada doente; leva-me a descobrir a luz e os tesouros interiores de cada um.

Abençoa meus ouvidos para que acolham as vozes dos que pedem para ser escutados e respondam as mensagens dos que não sabem expressar-se.

Abençoa minhas mãos para que não permaneçam fechadas e indiferentes, mas transmitam calor e proximidade a quem precisa de uma presença amiga.

Abençoa os meus lábios para que não pronunciem frases feitas de palavras vazias, mas transmitam compreensão e carinho de um coração que ama.

Abençoa meus pés, ó Senhor, para que possam deixar rastros de minha passagem por este mundo.

Dá-me o dom de promover o diálogo silencioso do doente contigo.

Amém.

 

 

 

 

 

Saiba mais

Pároco Atual  

Liturgia Dominical  

  Liturgia Diária  

Horários da Basílica  

Carmelitas em Campinas  

Imagens e Idolatria  

Links  
  AVISOS  
Escapulário

Origem  

Espiritualidade

 

 

 

 

 

 

Google

 

 

 

 

 

*

 

 

 

 

 

 

 

© desde 25/12/2006 - Basílica Nossa Senhora do Carmo - Campinas - SP - Brasil