Campanha da Fraternidade 2017

   

Basílica
 Dados Gerais do Carmo
 Basílica Tombada
 Significado Histórico
 Pobre Matriz Rica
 Basílica na História
 Outras Informações
 Pinturas
 Iconografia
 Órgão Tamburini
 Coral Vozes do Carmo
 Horários de Missas
 Horários de Confissões
Paróquia
 Histórico
 Párocos
 Pastorais
 Atividades
 Calendário Anual
 Horários
 Batizados
 Casamentos
 Escola Paroquial
 Capela N.Sra.Boa Morte
 Templo Votivo
 
N. Sra. do Carmo
 Festa: 16 de Julho
 Devoção e História
 Novena
 Cânticos
 Oração
 Reza do Terço

 

 

 

 

 

 

 

29/06/2019 - sábado

Festa do Imaculado Coração de Maria

Meu coração exulta porque me salvais.

Cantarei ao Senhor pelo bem que me fez (Sl 12,6).

 

 

Liturgia da Palavra

 

Maria é a mulher que guarda no coração a Palavra de Deus. É a morada do Espírito Santo, sede da sabedoria, imagem da Igreja que escuta e testemunha o Senhor. Celebremos o mistério pascal contemplando a beleza do seu imaculado coração, que revela sua condição de fiel discípula e modelo de discipulado.

 

 

Primeira Leitura - Is 61,9-11

Leitura do Livro do Profeta Isaías:

A descendência do meu povo será conhecida entre as nações, e seus filhos se fixarão no meio dos povos; quem os vir há de reconhecê-los como descendentes abençoados por Deus. Exulto de alegria no Senhor, e minha alma regozija-se em meu Deus; ele me vestiu com as vestes da salvação, envolveu-me com o manto da justiça e adornou-me como um noivo com sua coroa ou uma noiva com suas joias. Assim como a terra faz brotar a planta e o jardim faz germinar a semente, assim o Senhor Deus fará germinar a justiça e a sua glória diante de todas as nações.

— Palavra do Senhor.

Graças a Deus!

 

 

Salmo responsorial - 1Sm 2,1.4-8

Meu coração se regozija no Senhor.

 

Exulta no Senhor meu coração e se eleva a minha fronte no meu Deus; minha boca desafia os meus rivais porque me alegro com a vossa salvação.

 

O arco dos fortes foi dobrado, foi quebrado, mas os fracos se vestiram de vigor. Os saciados se empregaram por um pão, mas os pobres e os famintos se fartaram. Muitas vezes deu à luz a que era estéril, mas a mãe de muitos filhos definhou.

 

É o Senhor quem dá a morte e dá a vida, faz descer à sepultura e faz voltar; é o Senhor quem faz o pobre e faz o rico, é o Senhor quem nos humilha e nos exalta.

 

O Senhor ergue do pó o homem fraco, do lixo ele retira o indigente, para fazê-los assentar-se com os nobres num lugar de muita honra e distinção.

 

 

Evangelho - Lc 2,41-51

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo, segundo Lucas:

Os pais de Jesus iam todos os anos a Jerusalém, para a festa da Páscoa. Quando ele completou doze anos, subiram para a festa, como de costume. Passados os dias da Páscoa, começaram a viagem de volta, mas o menino Jesus ficou em Jerusalém sem que seus pais o notassem. Pensando que ele estivesse na caravana, caminharam um dia inteiro. Depois começaram a procurá-lo entre os parentes e conhecidos. Não o tendo encontrado, voltaram para Jerusalém à sua procura. Três dias depois, o encontraram no templo. Estava sentado no meio dos mestres, escutando e fazendo perguntas. Todos os que ouviam o menino estavam maravilhados com sua inteligência e suas respostas. Ao vê-lo, seus pais ficaram muito admirados e sua mãe lhe disse: "Meu filho, por que agiste assim conosco? Olha que teu pai e eu estávamos, angustiados, à tua procura". Jesus respondeu: "Por que me procuráveis? Não sabeis que devo estar na casa de meu Pai?" Eles, porém, não compreenderam as palavras que lhes dissera. Jesus desceu então com seus pais para Nazaré e era-lhes obediente. Sua mãe, porém, conservava no coração todas essas coisas.

Palavra da Salvação.

Glória a vós, Senhor!

 

 

No dia imediato à solenidade do Coração de Jesus, a Igreja celebra a festa do Imaculado Coração de Maria, a fim de mostrar que estes dois corações são inseparáveis e que Maria sempre leva a Jesus.

Conforme o pensamento bíblico, o coração é o centro de toda a vida interior de uma pessoa. Em Maria, o coração corresponde ao lugar onde se realiza o encontro de Deus com ela e o encontro dela com o próximo. Santo Agostinho afirmava que a Virgem Maria "concebeu o Verbo de Deus antes no coração e depois na carne".

No século XVII, são João Eudes, em seus escritos, não separava os dois corações nos projetos litúrgicos. Contribuíram especialmente para a extensão desta devoção as aparições de Fátima. Em 1942, durante a Segunda Guerra Mundial, o Papa Pio XII consagrou a Igreja e toda a humanidade ao Coração Imaculado de Maria. Dois anos depois, o mesmo papa Pio XII estendeu a toda a Igreja latina esta festividade que celebramos hoje.

"Chamar-me-ão bem-aventurada todas as nações", predissera a Virgem no Magnificat. Toda abertura de horizonte sobre os infinitos tesouros de amor e graça encerrados no Coração de Jesus vale também para Maria. Durante nove meses, a vida do Filho de Deus encarnado pulsou ritmicamente com a de Maria. Tal ligação nunca foi interrompida; antes, foi reforçada desde que Maria está no céu em corpo e alma.

Oração

Ó Coração Imaculado de Maria, repleto de bondade, mostrai-nos o vosso amor. Que a chama do vosso coração, ó Maria, desça sobre todos os homens! Nós vos amamos infinitamente! Imprimi nos nossos corações o verdadeiro amor, para que sintamos o desejo de vos buscar incessantemente.

Ó Maria, vós que tendes um coração suave e humilde, lembrai-vos de nós quando cairmos no pecado. Vós sabeis que todos os homens pecam. Concedei que por meio de vosso Imaculado e Materno Coração, sejamos curados de toda doença espiritual. Fazei que possamos sempre contemplar a bondade de vosso Materno Coração e nos convertamos por meio da chama deste Coração Imaculado. Amém.

 

 

 

 

Saiba mais

Pároco Atual  

Liturgia Dominical  

  Liturgia Diária  

Horários da Basílica  

Carmelitas em Campinas  

Imagens e Idolatria  

Links  
  AVISOS  
Escapulário

Origem  

Espiritualidade

 

 

 

 

 

 

Google

 

 

 

 

 

© desde 25/12/2006 - Basílica Nossa Senhora do Carmo - Campinas - SP - Brasil