Basílica
 Dados Gerais do Carmo
 Basílica Tombada
 Significado Histórico
 Pobre Matriz Rica
 Basílica na História
 Outras Informações
 Livro da Basílica
 Pinturas
 Iconografia
 Órgão Tamburini
 Coral Vozes do Carmo
 Horários de Missas
 Horários de Confissões
Paróquia
 Histórico
 Párocos
 Pastorais
 Atividades
 Calendário Anual
 Horários
 Batizados
 Casamentos
 Escola Paroquial
 Capela N.Sra.Boa Morte
 Templo Votivo
 
N. Sra. do Carmo
 Festa: 16 de Julho
 Devoção e História
 Novena
 Cânticos
 Oração
 Reza do Terço

 

 

 

 

 

 Recomende este site

 

 

 
 

Assuntos Diversos

 

 

Campanha contra a Hipertensão

 

com apoio da CNBB

Conferência Nacional dos Bispos

do Brasil

 

 

 

10 MANDAMENTOS PARA

PREVENÇÃO E CONTROLE DA PRESSÃO ALTA

 

Tratar a pressão alta é um ato de na vida

 

01 - Meça a pressão pelo menos uma vez por ano.

 

02 - Pratique atividades físicas todos os dias.

 

03 - Mantenha o peso ideal, evite a obesidade.

 

04 - Adote alimentação saudável: pouco sal, sem frituras e mais frutas, verduras e legumes.

 

05 - Reduza o consumo de álcool. Se possível, não beba.

 

06 - Abandone o cigarro.

 

07 - Nunca pare o tratamento, é para a vida toda.

 

08 - Siga as orientações do seu médico ou profissional da saúde.

 

09 - Evite o estresse. Tenha tempo para a família, os amigos e o lazer.

 

10 - Ame e seja amado.

 

 

 

 

 

 

Santo Antônio de Sant'Anna Galvão

(Frei Galvão)

Frei Antônio de Sant'Anna Galvão nasceu em Guaratinguetá, SP, em 1739. Estudou com os jesuítas na Bahia. Em 1760 entrou no noviciado franciscano de São Boaventura do Macacu, na Capitania do Rio de Janeiro. Ordenado sacerdote ao 11 de julho de 1762, foi transferido para o Convento de São Francisco, em São Paulo. Em 1774, juntamente com a Irmã Helena Maria do Espírito Santo, religiosa de extraordinárias virtudes, fundou o Recolhimento da Luz, das Monjas Concepcionistas. Frei Galvão morreu no dia 23 de dezembro de 1822 no Mosteiro da Luz e foi sepultado na igreja do Mosteiro. Foi canonizado em 11 de maio de 2007 por S.S.Papa Bento XVI, em missa celebrada no Campo de Marte em São Paulo - SP.

 

 

 

 

 

 

Os mistérios da luz

 

"Todo mistério de Cristo é luz. Ele é a luz do mundo. Essa dimensão do mistério emerge particularmente nos anos da vida pública" (João Paulo II).

 

Dom Frei Aloísio Lorscheider *

 

Com data de 16 de outubro de 2002, o Santo Padre João Paulo II enviou ao episcopado, ao clero e aos fiéis de todo o mundo, uma carta apostólica sobre o rosário da Virgem Maria.

 

É uma carta que deve ser lida e meditada. Contém uma belíssima mariologia para o nosso tempo. O papa desenvolve o capítulo 8º da Constituição Dogmática sobre a Igreja Lumen Gentium, do Concílio Vaticano II. Esse capítulo considera Maria no mistério de Cristo e da Igreja. Desenvolvendo esses aspectos, o papa insiste na necessidade da contemplação. Rezar o rosário ou só o terço é atitude pouco proveitosa se não nos esforçarmos por refletir sobre cada mistério.

 

Mistério tem aqui o sentido de fatos salvíficos da vida de Jesus, nos quais Maria Santíssima participa com todo o seu ser.

 

Até o momento, 15 eram os mistérios: cinco gozosos, os mistérios da alegria; cinco dolorosos, os mistérios do sofrimento; e cinco gloriosos, os acontecimentos da glória de Jesus e Maria.

 

O rosário foi sempre considerado um pequeno breviário. Por que um pequeno breviário? Porque passamos, contemplando, os fatos que marcaram a vida de Jesus e Maria e os fatos da Igreja e os da vida de cada um de nós. Tanto a Igreja quanto nós temos os nossos dias de alegria, de dor e de glória. Cada mistério do rosário, bem meditado, ilumina o mistério da Igreja e do ser humano.

 

A Ave-Maria constitui o fundo musical da grande ópera dos mistérios da salvação. Meditando os diversos episódios salvíficos da vida de Jesus, entramos em comunhão viva com o Mestre através do coração de Maria. Por isso mesmo podemos incluir nessas dezenas do rosário todos os fatos que formam a nossa vida, a da família, do País, da Igreja e da humanidade. Acontecimentos pessoais e do próximo, e de modo particular daqueles que nos são mais familiares e a quem mais estimamos. Dessa forma, a simples oração do rosário marca o ritmo da vida humana.

 

Acontecimentos salvíficos foram também os mistérios da vida pública de Jesus. Esses mistérios faziam falta no conjunto do santo rosário. Convinha, pois, para a sua completitude, inserir alguns mistérios da ação apostólica e missionária de Jesus. Foi pensando nisso que o Santo Padre sugere inserir mais cinco mistérios da vida apostólica de Jesus: o mistério do batismo de Jesus no Rio Jordão, o mistério das bodas de Caná, o mistério da pregação do Reino, o mistério da transfiguração e, finalmente, o mistério da instituição da eucaristia.

 

Esses cinco novos mistérios agora acrescentados o papa denomina mistérios da luz.

 

Por que mistérios da luz? Pelo fato de todo o mistério de Jesus Cristo ser luz. Ele é luz do mundo. Ele mesmo diz: "Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará nas trevas, mas terá a luz da vida" (João 8,12).

 

Nem sempre nos mistérios se faz alusão explícita a Nossa Senhora. Não podemos, entretanto, esquecer que Maria, com a sua função de íntima associada à ação redentora de Jesus, acompanha-o passo a passo em toda a sua vida. O que define a vida de Maria é a palavra dita ao Anjo: "Faça-se em mim conforme a tua palavra" (Lucas 1, 38). A mesma palavra Maria repete aos serventes nas bodas de Caná: "Façam tudo o que ele vos disser" (João 2,5). Estes dizeres de Maria constituem o fundo mariano de todos os mistérios do santo rosário. Esta oração, a partir da experiência de Maria, é uma oração marcadamente contemplativa.

 

* Dom Frei Aloísio Cardeal Lorscheider, OFM, é arcebispo de Aparecida (SP).

 

O texto acima foi publicado na Revista Família Cristã em 2003.

 

 

 

 

 

 

S. S. Papa Bento XVI

 

O cardeal alemão Joseph Ratzinger foi eleito o 265º papa, aos 19 de abril de 2005. Adotou o nome de Bento XVI, em homenagem a Bento XV, "um homem de paz em tempos de guerra", justificou Ratzinger. Em sua primeira aparição como sumo pontífice, disse:

 

"Queridos irmãos e irmãs, depois do grande João Paulo II, os cardeais escolheram a mim

- um simples e humilde trabalhador da vinha do Senhor".

 

Em seu primeiro discurso, afirmou:

 

"... Escolhendo-me como Bispo de Roma, o Senhor quis fazer de mim seu vigário, "pedra" sobre a qual todos se podem apoiar com segurança. Peço-lhe que supra a pobreza das minhas forças, para que eu seja Pastor fiel e corajoso do seu rebanho, sempre dócil às inspirações do seu Espírito..."

 

Conheça a biografia completa de Bento XVI no site:

www.theos.com.br

 

 

 

 

 

 

Dimensão Bíblica do Dízimo

 

A palavra dízimo quer dizer 10%, ou dez em cada cem. Significa a entrega de 10% dos 100% que Deus nos dá. O dízimo é a devolução, contribuição, ato de amor e gesto de partilha. Nós não pagamos o dízimo; nós devolvemos o dízimo, já que tudo o que somos e temos pertence a Deus.

 

O dízimo é um compromisso do cristão que ama a Deus e à sua comunidade. É um ato de fé, sinal de agradecimento pelos dons e bens recebidos de Deus. Torna-se participativo diante do próprio aspecto comunitário que o envolve.

 

O dízimo é fruto vivo da fé e do amor. “A plena conversão do cristão ao dízimo está na mesma medida e proporção de sua conversão em Cristo”. Quando ofertamos o dízimo, devemos fazê-lo como oração e agradecimento a Deus, no íntimo do nosso coração.

 

O dízimo aprimora o sentido de partilha e amizade entre os cristãos e a Igreja. O dízimo é o 5º mandamento da nossa Igreja e tem as suas dimensões: religiosa, social e missionária.

 

 

Algumas Citações Bíblicas sobre o Dízimo


Ao sacerdote devemos entregar nosso dízimo. (Hb 7,5)
O dízimo deve ser utilizado para a manutenção do templo. (Ne 10,33-40)
Dízimo é um desafio de fé: “Pagai integralmente os dízimos...” (Mq 3,10)
As promessas e as bênçãos de Deus. (Mq 3, 8-12)

 

 

Oração do Dizimista

 

Senhor, dai-me:

Inteligência, para entender os fundamentos do dízimo.
Coragem, para vencer o egoísmo e doar o meu coração.
Compreensão, para receber o verdadeiro significado da prática de contribuir.
Sabedoria, para evitar o apego excessivo aos bens materiais e individuais.
Discernimento, para compreender o dever da gratidão que tenho para com Deus.
, para acreditar que Deus ama a quem dá com alegria.
Amém!

 

 

 

 

 

 

Etiqueta na igreja

 

Saiba como se comportar durante as celebrações.

Quem acha que vestir roupa de missa é coisa de outros tempos, está enganado. Essa e outras atitudes, como evitar bocejos e celular durante as celebrações, são muito importantes para a convivência sadia entre fiéis. Pelo menos é a opinião da advogada Divina Bertalia, autora do Guia Católico de Postura Comunitária, da Editora Caminho Editorial.

 

Na obra, Divina propõe a valorização dos rituais da Igreja Católica. Isso não significa que ir à missa tem que ser um negócio chato. Ao contrário. Para ela, esse momento deve ser alegre, mas não a ponto de atrapalhar a concentração de quem está do lado. Eis alguns trechos do livro que ensinam a postura que um bom fiel deve manter durante a missa. Confira as dicas, para não fazer feio na igreja!

 

- Procure chegar à igreja pelo menos 15 minutos antes da missa.
- Vá de banho tomado e penteado. Só não exagere no perfume.
- As roupas devem estar limpas. É bom evitar transparências, decotes, calças justas e saias curtas.

- Cuidado com o salto alto! As igrejas tem escadarias e esse tipo de calçado pode machucar os pés.
- Ao entrar na igreja, não precisa cumprimentar todo mundo. Basta fazer uma saudação rápida. E não converse durante a missa.
- Assento de igreja não é banco de jardim. Tenha postura e não se sente todo esparramado!

- Outros gestos a evitar: carícias no(a) parceiro(a), cara feia, olhares insistentes para o relógio e batuquinho.

- Se estiver com tosse, faça gargarejo com água morna. Ao sentir que vai espirrar, leve as mãos fechadas em concha ao nariz e à boca.
- Não vá a missa com sono. Bocejar dá a impressão de desinteresse pelo culto.

- Deixe as crianças à vontade e apenas observe-as. Ao notar que vão provocar incômodo, interceda. Se for o caso, saia da igreja.

- Não esqueça de desligar o telefone celular ou o bip durante a celebração.
- Evite arrotos e não se esqueça de ir ao banheiro antes.

 

 

 

Saiba mais

Pároco Atual  

Liturgia Dominical  

  Liturgia Diária  

Horários da Basílica  

Carmelitas em Campinas  

Imagens e Idolatria  

Links  
  AVISOS  
Escapulário

Origem  

Espiritualidade

 

 

 

 

 

 

Google

 

 

 

 

 

 

 

 
© desde 25/12/2006 - Basílica Nossa Senhora do Carmo - Campinas - SP - Brasil