05/11/2017

Solenidade de Todos os Santos

"Somos chamados à santidade!"

 

 

A solenidade que hoje celebramos recorda-nos que todos temos por vocação a santidade. Para nos estimular e fortalecer nessa busca, a Igreja reconhece e exalta as virtudes de inúmeros santos e santas que no céu intercedem por nós. Esses homens e mulheres viveram sua fé enfrentando provações e perseverando nos momentos de perseguição, por isso são exemplo para os cristãos de todos os tempos. Que todos possamos abraçar esse chamado à santidade, testemunhando nossa fé nos lugares onde estamos presentes.

 

 

Liturgia da Palavra - Deus nos fala

A santidade cristã consiste em conformar-se à santidade de Deus. Jesus promete aos que, mesmo em meio às dificuldades, vivem os valores de seu Reino, a felicidade e a paz sem limites. Os que escolhem viver o caminho de Jesus são visivelmente reconhecidos pelo exemplo de caridade e de mansidão. 

 

 

1ª Leitura - Ap 7,2-4.9-14

Leitura do Livro do Apocalipse de São João:

Eu, João, vi um outro anjo, que subia do lado onde nasce o sol. Ele trazia a marca do Deus vivo e gritava, em alta voz, aos quatro anjos que tinham recebido o poder de danificar a terra e o mar, dizendo-lhes: "Não façais mal à terra, nem ao mar, nem às árvores, até que tenhamos marcado na fronte os servos do nosso Deus".

Ouvi então o número dos que tinham sido marcados: eram cento e quarenta e quatro mil, de todas as tribos dos filhos de Israel.

Depois disso, vi uma multidão imensa de gente de todas as nações, tribos, povos e línguas, e que ninguém podia contar. Estavam de pé diante do trono e do Cordeiro; trajavam vestes brancas e traziam palmas na mão. Todos proclamavam com voz forte: "A salvação pertence ao nosso Deus, que está sentado no trono, e ao Cordeiro".

Todos os anjos estavam de pé, em volta do trono e dos Anciãos, e dos quatro Seres vivos, e prostravam-se, com o rosto por terra, diante do trono. E adoravam a Deus, dizendo: "Amém. O louvor, a glória e a sabedoria, a ação de graças, a honra, o poder e a força pertencem ao nosso Deus para sempre. Amém". E um dos Anciãos falou comigo e perguntou: "Quem são esses vestidos com roupas brancas? De onde vieram?" Eu respondi: "Tu é que sabes, meu senhor".

E então ele me disse: "Esses são os que vieram da grande tribulação. Lavaram e alvejaram as suas roupas no sangue do Cordeiro".

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus!

 

 

Salmo Responsorial - Sl 23

É assim a geração dos que procuram o Senhor!

 

Ao Senhor pertence a terra e o que ela encerra, o mundo inteiro com os seres que o povoam; porque ele a tornou firme sobre os mares, e sobre as águas a mantém inabalável.

 

"Quem subirá até o monte do Senhor, quem ficará em sua santa habitação?" "Quem tem mãos puras e inocente coração, quem não dirige sua mente para o crime.

 

Sobre este desce a bênção do Senhor e a recompensa de seu Deus e Salvador". "É assim a geração dos que o procuram, e do Deus de Israel buscam a face".

 

 

2ª Leitura - 1Jo 3,1-3

Leitura da Primeira Carta de São João:

Caríssimos: Vede que grande presente de amor o Pai nos deu: de sermos chamados filhos de Deus! E nós o somos! Se o mundo não nos conhece, é porque não conheceu o Pai.

Caríssimos, desde já somos filhos de Deus, mas nem sequer se manifestou o que seremos! Sabemos que, quando Jesus se manifestar, seremos semelhantes a ele, porque o veremos tal como ele é.

Todo o que espera nele purifica-se a si mesmo, como também ele é puro.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus!

 

 

Evangelho - Mt 5,1-12a

Anúncio do Evangelho de Jesus Cristo, escrito por Mateus:

Naquele tempo, vendo Jesus as multidões, subiu ao monte e sentou-se. Os discípulos aproximaram-se, e Jesus começou a ensiná-los:

"Bem-aventurados os pobres em espírito, porque deles é o Reino dos Céus.

Bem-aventurados os aflitos, porque serão consolados.

Bem-aventurados os mansos, porque possuirão a terra.

Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados.

Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia.

Bem-aventurados os puros de coração, porque verão a Deus.

Bem-aventurados os que promovem a paz, porque serão chamados filhos de Deus.

Bem-aventurados os que são perseguidos por causa da justiça, porque deles é o Reino dos Céus!

Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem, e, mentindo, disserem todo tipo de mal contra vós, por causa de mim.

Alegrai-vos e exultai, porque será grande a vossa recompensa nos céus".

- Palavra da Salvação.

- Glória a vós, Senhor!

 

 

Reflexão

O livro do Apocalipse coloca diante de nós uma visão muito bonita: uma multidão de gente em vestes brancas vem caminhando, atravessando a história da humanidade, fazendo seu êxodo definitivo em direção a Deus. São os santos e as santas de Deus. São aquelas pessoas que, segundo a primeira Carta de João, já podem ser chamadas filhos e filhas de Deus. Na celebração de hoje queremos recordar essa inumerável multidão de santos e santas, heróis que venceram as várias tribulações e angústias. Foram massacrados pelas políticas de todos os impérios que, ao longo da História, procuravam impor sua lógica assassina. Até hoje, eles são massacrados por uma política econômica que, segundo o Papa Francisco, mata impiedosamente os mais fracos e pobres. Mas a leitura do Apocalipse ensina que as vítimas do sistema imperial estão com Deus no céu, independente da raça, da religião, da cultura, da língua ou da nação.

Essa mensagem do Apocalipse é coroada e completada pelas bem-aventuranças do evangelho de Mateus. Nessas bem-aventuranças Jesus destaca oito categorias de pessoas. São como que oito portas de entrada para o Reino. A amostra do Reino são as pequenas comunidades que congregam essas pessoas. Quem quiser entrar no Reino definitivo deve ser pobre em espírito, manso, aflito, ter fome e sede de justiça, ser misericordioso, ter o coração limpo, construir e promover a paz e perceber-se perseguido por causa da justiça trazida por Jesus. Essas pessoas recebem como promessa o Reino, a terra e o consolo de suas angústias. Serão saciados em suas buscas e anseios. Vão receber de Deus o perdão e a misericórdia. Serão chamados filhos e filhas de Deus. Terão confirmada a certeza da sua fé de que um dia verão a Deus.

O projeto do Reino trazido por Jesus busca reconstruir a Vida em sua totalidade. Santos e santas são todas as pessoas que vivem o evangelho construindo novas relações como próximo, com Deus e com as coisas, com a Natureza. No mundo surgido a partir dessas novas relações podemos vislumbrar o Reino que Jesus veio trazer para nós.

Francisco Orofino e Frei Carlos Mesters  

Este texto faz parte do folheto litúrgico deste domingo - Deus Conosco - Ed. Santuário.

 

 

 

   

 

© desde 25/12/2006 - Basílica Nossa Senhora do Carmo - Campinas - SP - Brasil