25/08/2019

21º Domingo do Tempo Comum

Dia Nacional do Catequista

"Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida!"

 

 

"Entrar pela porta estreita" significa, no ensinamento de Jesus, fazer-se pequeno, simples, humilde, servidor. É fazer da vida um dom. A Salvação está ao alcance de todos, pois Jesus se apresenta diante de nós como o Caminho, a Verdade e a Vida! Deixar-se salvar por Ele ou cair na condenação, depende de nossas opções de vida. No Dia Nacional do Catequista, rezemos por todos os Leigos que se comprometem com a educação da fé, com o anúncio da Palavra e com a edificação do Reino de Deus. 

 

 

Liturgia da Palavra - Deus nos fala

Quem escuta a Palavra e se deixa guiar por ela, sofre perseguições, mas a fidelidade gera paz ao coração. Jesus nos declara que as portas dos céus estão abertas porque a salvação é para todos que o acolhem como Caminho, Verdade e Vida. Esses são os primeiros do Reino.  

 

 

1ª Leitura - Is 66,18-21

Leitura do Livro do Profeta Isaías:

Assim diz o Senhor: Eu, que conheço suas obras e seus pensamentos, virei para reunir todos os povos e línguas; eles virão e verão minha glória. Porei no meio deles um sinal e enviarei, dentre os que foram salvos, mensageiros para os povos de Társis, Fut, Lud, Mosoc, Ros, Tubal e Javã, para as terras distantes e para aquelas que ainda não ouviram falar em mim e não viram minha glória.

Esses enviados anunciarão às nações minha glória e reconduzirão, de toda parte, até meu santo monte em Jerusalém, como oferenda ao Senhor, irmãos vossos, a cavalo, em carros e liteiras, montados em mulas e dromedários, — diz o Senhor — e como os filhos de Israel levarão sua oferenda em vasos purificados para a casa do Senhor. Escolherei dentre eles alguns para serem sacerdotes e levitas, diz o Senhor.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus!

 

 

Salmo Responsorial - Sl 116

Proclamai o Evangelho a toda criatura!

 

Cantai louvores ao Senhor, todas as gentes, povos todos, festejai-o!

 

Pois comprovado é seu amor para conosco, para sempre ele é fiel! 

 

 

2ª Leitura - Hb 12,5-7.11-13

Leitura da Carta aos Hebreus:

Irmãos: Já esquecestes as palavras de encorajamento que vos foram dirigidas como a filhos: "Meu filho, não desprezes a educação do Senhor, não desanimes quando ele te repreende; pois o Senhor corrige a quem ele ama e castiga a quem aceita como filho"? É para a vossa educação que sofreis, e é como filhos que Deus vos trata. Pois qual é o filho a quem o pai não corrige?

No momento mesmo, nenhuma correção parece alegrar, mas causa dor. Depois, porém, produz um fruto de paz e de justiça para aqueles que nela foram exercitados.

Portanto, "firmai as mãos cansadas e os joelhos enfraquecidos; acertai os passos dos vossos pés", para que não se extravie o que é manco, mas antes seja curado. 

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus!

 

 

Evangelho - Lc 13,22-30

Anúncio do Evangelho de Jesus Cristo, escrito por Lucas:

Naquele tempo, Jesus atravessava cidades e povoados, ensinando e prosseguindo o caminho para Jerusalém. Alguém lhe perguntou: "Senhor, é verdade que são poucos os que se salvam?"

Jesus respondeu: "Fazei todo esforço possível para entrar pela porta estreita. Porque eu vos digo que muitos tentarão entrar e não conseguirão. Uma vez que o dono da casa se levantar e fechar a porta, vós, do lado de fora, começareis a bater, dizendo: 'Senhor, abre-nos a porta!'

Ele responderá: 'Não sei de onde sois'.

Então começareis a dizer: 'Nós comemos e bebemos diante de ti, e tu ensinaste em nossas praças!'

Ele, porém, responderá: 'Não sei de onde sois. Afastai-vos de mim todos vós que praticais a injustiça!'

Ali haverá choro e ranger de dentes, quando virdes Abraão, Isaac e Jacó, junto com todos os profetas no Reino de Deus, e vós, porém, sendo lançados fora. Virão homens do oriente e do ocidente, do norte e do sul, e tomarão lugar à mesa no Reino de Deus. E assim há últimos que serão primeiros, e primeiros que serão últimos".

- Palavra da Salvação.

- Glória a vós, Senhor!

 

 

Reflexão

As leituras deste domingo nos oferecem uma grande esperança: a proposta do Reino de Deus que Jesus nos trouxe não é para um pequeno grupo de privilegiados, nem para um único povo escolhido, mas é para toda humanidade. Deus é o Pai de todos!

A Primeira Leitura é do último capítulo do livro de Isaías. Essa parte do livro do profeta foi escrita pelos discípulos e discípulas de Isaías que tinham passado pela noite escura do cativeiro da Babilônia. Eles sofreram toda sorte de perigos e provações. Mas unidos entre si e ajudando-se mutuamente, souberam enfrentar o desânimo e continuaram a crer naquele mesmo Deus que sempre caminhou com eles.

Agora, diante do fim do cativeiro, eles proclamam a vitória de Deus sobre a Babilônia. Com muito ânimo eles reconstroem o país devastado, anunciando a proposta da salvação universal. O próprio Deus afirma: "eu virei para todos os povos e línguas" (Is 66,18). E todos os povos terão a nova Jerusalém como seu destino. Surgirá um novo povo através da reunião das mais distintas raças e nações. É uma profecia de paz e de muita esperança.

Jesus vem confirmar a proposta da salvação universal revelada pela profecia de Isaías. Interrogado se a salvação é só para uns poucos, Jesus não responde diretamente a pergunta, mas conta a parábola da porta estreita, difícil de passar. Muitos tentam passar, mas não conseguem. Por que não conseguem? É que o dono da casa controla a porta. É ele que abre e fecha. Muitos baterão na porta, mas ela não lhes será aberta.

Jesus contou essa parábola indo para Jerusalém (Lc 13,22). Ele deixa claro para a pessoa que lhe fez a pergunta que não basta pertencer ao povo de Israel para conseguir a salvação. Pelo contrário. O povo escolhido estava rejeitando a proposta de Jesus. Para estes, a porta será fechada. Mas essa porta estará aberta para todo mundo que aceite a proposta do Reino. E Jesus conclui: "Muita gente virá do oriente e do ocidente, do norte e do sul, e tomarão lugar à mesa do Reino de Deus!" A salvação é universal. 

Francisco Orofino e Frei Carlos Mesters

Folheto litúrgico Deus Conosco - Ed.Santuário (25/08/2019)

 

 

Preces da Comunidade

Senhor Deus, caminhamos convosco e unidos pela força de vossa Palavra, mas ainda faltam entre nós comunhão, compromisso com a vida e vosso Reino. Vinde ao nosso encontro, socorrei a nós que vos clamamos:

- Senhor Deus, conduzi-nos em vosso caminho!

 

1. Abençoai o Santo Padre, o Papa, os bispos, sacerdotes, cristãos leigos, e todos que têm a bonita missão de coordenar e animar vossa Igreja, nós vos rogamos.

- Senhor Deus, conduzi-nos em vosso caminho!

 

2. Santificai nossas famílias com vossa graça e concedei aos pais e filhos a força da unidade e do diálogo fraterno, nós vos rogamos.

- Senhor Deus, conduzi-nos em vosso caminho!

 

3. Continuai chamando homens e mulheres para o serviço de vossa Igreja, dai-lhes firmeza em seus propósitos e perseverança na missão a eles confiada, nós vos rogamos.

- Senhor Deus, conduzi-nos em vosso caminho!

 

4. Enriquecei com vossos dons os Catequistas, para que sejam continuadores fiéis e felizes da missão de vosso Filho no mundo e testemunhas autênticas dos valores de vosso Reino, nós vos rogamos.

- Senhor Deus, conduzi-nos em vosso caminho!

 

5. Outras intenções...

 

Senhor, Deus da vida, olhai com bondade para os Catequistas e Leigos cristãos, e fazei-nos todos cumprir em nossa vida vossa vontade. Por Cristo, vosso Filho e Senhor nosso.

- Amém.

 

 

*   *   *

 

   

 

© desde 25/12/2006 - Basílica Nossa Senhora do Carmo - Campinas - SP - Brasil