20/08/2017

Ano Mariano Nacional - N. Sra. Aparecida - 300 anos de bênçãos

Vocação à Vida Religiosa e Consagrada

Solenidade da Assunção de Maria

"Bendito é o fruto de teu ventre!"

 

 

Afirmar que Maria, Mãe de Jesus, está nos Céus de corpo e alma, é um modo simples de dizer que, se há alguém que, como Jesus, recebeu a graça da glorificação, essa pessoa é Maria. Revestida pela graça do Espírito Santo, e com todo o seu ser devotado a Deus, Maria foi preservada por especial predileção de Deus, na vida e na morte. Firmemos nossos passos nos caminhos de Jesus, confiantes que, iguais a Maria, seremos nós também recebidos com alegria no Reino de Deus.

 

 

Liturgia da Palavra - Deus nos fala

A mulher do Apocalipse é a figura da Igreja perseguida e também reflete a maternidade de Maria. Assim, o Cântico do Magnificat reveste-se do desejo de Deus, que continua a escolher os mais fracos para desorientar os poderosos. E cada um, ao seu tempo, será glorificado no nome de Jesus.

 

 

1ª Leitura - Ap 11,19a; 12,1.3-6a.10ab

Leitura do Livro do Apocalipse de São João:

Abriu-se o Templo de Deus que está no céu e apareceu no Templo a Arca da Aliança. Então apareceu no céu um grande sinal: uma Mulher vestida de sol, tendo a lua debaixo dos pés e sobre a cabeça uma coroa de doze estrelas.

Então apareceu outro sinal no céu: um grande Dragão, cor de fogo. Tinha sete cabeças e dez chifres e, sobre as cabeças, sete coroas. Com a cauda, varria a terça parte das estrelas do céu, atirando-as sobre a terra. O Dragão parou diante da mulher, que estava para dar à luz, pronto para devorar o seu Filho, logo que nascesse. E ela deu à luz um filho homem, que veio para governar todas as nações com cetro de ferro. Mas o Filho foi levado para junto de Deus e do seu trono. A mulher fugiu para o deserto, onde Deus lhe tinha preparado um lugar.

Ouvi então uma voz forte no céu, proclamando: "Agora realizou-se a salvação, a força e a realeza do nosso Deus, e o poder do seu Cristo'.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus!

 

 

Salmo Responsorial - Sl 44

À vossa direita se encontra a rainha, com veste esplendente de ouro de Ofir.

 

As filhas de reis vêm ao vosso encontro, e à vossa direita se encontra a rainha com veste esplendente de ouro de Ofir.

 

Escutai, minha filha, olhai, ouvi isto: "Esquecei vosso povo e a casa paterna! Que o Rei se encante com vossa beleza! Prestai-lhe homenagem: é vosso Senhor!

 

Entre cantos de festa e com grande alegria, ingressam, então, no palácio real.

 

 

2ª Leitura - 1Cor 15,20-27a

Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios:

Irmãos: Cristo ressuscitou dos mortos como primícias dos que morreram. Com efeito, por um homem veio a morte e é também por um homem que vem a ressurreição dos mortos. Como em Adão todos morrem, assim também em Cristo todos reviverão. Porém, cada qual segundo uma ordem determinada: Em primeiro lugar, Cristo, como primícias; depois, os que pertencem a Cristo, por ocasião da sua vinda.

A seguir, será o fim, quando ele entregar a realeza a Deus-Pai, depois de destruir todo principado e todo poder e força. Pois é preciso que ele reine até que todos os seus inimigos estejam debaixo de seus pés. O último inimigo a ser destruído é a morte. Com efeito, "Deus pôs tudo debaixo de seus pés".

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus!

 

 

Evangelho - Lc 1,39-56

Anúncio do Evangelho de Jesus Cristo, escrito por Lucas:

Naqueles dias, Maria partiu para a região montanhosa, dirigindo-se, apressadamente, a uma cidade da Judeia. Entrou na casa de Zacarias e cumprimentou Isabel. Quando Isabel ouviu a saudação de Maria, a criança pulou no seu ventre e Isabel ficou cheia do Espírito Santo.

Com um grande grito, exclamou: "Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre! Como posso merecer que a mãe do meu Senhor me venha visitar? Logo que a tua saudação chegou aos meus ouvidos, a criança pulou de alegria no meu ventre. Bem-aventurada aquela que acreditou, porque será cumprido o que o Senhor lhe prometeu".

Então Maria disse: "A minha alma engrandece o Senhor, e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador, porque olhou para a humildade de sua serva. Doravante todas as gerações me chamarão bem-aventurada, porque o Todo-poderoso fez grandes coisas em meu favor. O seu nome é santo e a sua misericórdia se estende de geração em geração, a todos os que o respeitam. Ele mostrou a força de seu braço: dispersou os soberbos de coração. Derrubou do trono os poderosos e elevou os humildes. Encheu de bens os famintos, e despediu os ricos de mãos vazias. Socorreu Israel, seu servo, lembrando-se de sua misericórdia, conforme prometera aos nossos pais, em favor de Abraão e de sua descendência, para sempre". Maria ficou três meses com Isabel; depois voltou para casa.

- Palavra da Salvação.

- Glória a vós, Senhor!

 

 

Reflexão

Neste domingo, celebramos solenemente a Assunção de Maria. Neste ano de 2017 celebramos também, aqui no Brasil, os 300 anos de presença da Mãe Aparecida. Maria é para nós motivo de grande alegria. Somos uma Igreja que possui em seu seio a Mãe de Jesus. Nos evangelhos, principalmente nos de Lucas e João, Maria representa o povo de Deus que permaneceu fiel até o fim. Ela faz a ponte entre a Velha e a Nova Aliança. Maria simboliza a longa caminhada do povo de Deus, desde o começo até o encontro definitivo com Deus.

O evangelho deste domingo nos apresenta a visita de Maria a Isabel. É um encontro entre duas mães; ambas grávidas. Isabel representa o Antigo Testamento, que está terminando. Maria é o Novo, que está começando. No ventre de Isabel está João Batista, o último dos profetas. No ventre de Maria está Jesus, o Filho de Deus. "Quando a tua saudação chegou aos meus ouvidos, a criança estremeceu de alegria em meu ventre!" A Boa Nova de Deus revela sua presença numa das coisas mais comuns da vida humana: duas mulheres grávidas se encontrando, se visitando para se ajudarem mutuamente. No encontro entre estas duas mulheres manifesta-se o mesmo Espírito que animou a caminhada do antigo povo e animará a caminhada do novo povo de Deus.

Animada por este Espírito, Maria canta a novidade trazida por Deus. Ela proclama a mudança que acontece nas vidas de quem, humildemente, se coloca sob o olhar amoroso e cheio de misericórdia de Deus. Esta força salvadora de Deus dispersa os orgulhosos, destrona os poderosos e manda embora os ricos sem nada. Ela eleva os humildes e sacia de bens os famintos. Diante dessa justiça divina, Maria canta feliz: "Exulto de alegria em Deus, meu Salvador!"

Quando Lucas fala em Maria, ele nos apresenta o modelo de uma pessoa fiel à Palavra de Deus. Maria é o modelo de uma Comunidade fiel. Descrevendo a visita de Maria a Isabel, Lucas está enfatizando o serviço de quem é portador ou portadora da Palavra de Deus. A maneira como Lucas descreve essa visita parece a descrição de uma solene liturgia, uma grande celebração de louvor.

Francisco Orofino e Frei Carlos Mesters  

Este texto faz parte do folheto litúrgico deste domingo - Deus Conosco - Ed. Santuário.

 

 

 

   

 

© desde 25/12/2006 - Basílica Nossa Senhora do Carmo - Campinas - SP - Brasil