14/07/2019

15º Domingo do Tempo Comum

"Vai e faze a mesma coisa!"

 

 

Vivemos num mundo marcado por relações financeiras, e até há pessoas medidas em seu valor por aquilo que possuem. Mas Jesus nos ensina que numa sociedade caída e ferida, é preciso a relação de amor, pois é o próprio Deus que tomou a iniciativa de assim se relacionar conosco. O samaritano vem nos ensinar sobre as relações de gratuidade, de amor verdadeiro, que devemos ter na Igreja, na sociedade e entre nós. O caminho do cristão é simplesmente o do amor que me aproxima do próximo e de Deus; que me aproxima de Deus porque me aproximo do próximo com amor.

 

 

Liturgia da Palavra - Deus nos fala

Deus fez com a humanidade uma Aliança de amor e, por isso, deseja sempre que o céu e a terra vivam reconciliados. Assim, a parábola do Bom Samaritano manifesta a plenitude do caminho que Deus percorre para chegar à humanidade por meio de Cristo: É o caminho do amor.  

 

 

1ª Leitura - Dt 30,10-14

Leitura do Livro do Deuteronômio:

Moisés falou ao povo, dizendo: "Ouve a voz Senhor, teu Deus, e observa todos os seus mandamentos e preceitos, que estão escritos nesta lei. Converte-te para o Senhor teu Deus com todo o teu coração e com toda a tua alma.

Na verdade, este mandamento que hoje te dou não é difícil demais, nem está fora do teu alcance. Não está no céu, para que possas dizer: 'Quem subirá ao céu por nós para apanhá-lo? Quem no-lo ensinará para que o possamos cumprir?'

Nem está do outro lado do mar, para que possas alegar: 'Quem atravessará o mar por nós para apanhá-lo? Quem no-lo ensinará para que o possamos cumprir?'

Ao contrário, esta palavra está bem ao teu alcance, está em tua boca e em teu coração , para que a possas cumprir".

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus!

 

 

Salmo Responsorial - Sl 18

Os preceitos do Senhor são precisos, alegria ao coração.

 

A lei do Senhor Deus é perfeita, conforto para a alma! O testemunho do Senhor é fiel, sabedoria dos humildes.

 

Os preceitos do Senhor são precisos, alegria ao coração. O mandamento do Senhor é brilhante, para os olhos é uma luz.

 

É puro o temor do Senhor, imutável para sempre. Os julgamentos do Senhor são corretos e justos igualmente.

 

Mais desejáveis do que o ouro são eles, do que o ouro refinado. Suas palavras são mais doces que o mel, que o mel que sai dos favos.  

 

 

2ª Leitura - Cl 1,15-20

Leitura da Carta de São Paulo aos Colossenses:

Cristo é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação, pois, por causa dele, foram criadas todas as coisas, no céu e na terra, as visíveis e as invisíveis, tronos e dominações, soberanias e poderes. Tudo foi criado por meio dele e para ele. Ele existe antes de todas as coisas e todas têm nele a sua consistência.

Ele é a Cabeça do corpo, isto é, da Igreja. Ele é o Princípio, o Primogênito dentre os mortos; de sorte que em tudo ele tem a primazia, porque Deus quis habitar nele com toda a sua plenitude e por ele reconciliar consigo todos os seres, os que estão na terra e no céu, realizando a paz pelo sangue da sua cruz. 

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus!

 

 

Evangelho - Lc 10,25-37

Anúncio do Evangelho de Jesus Cristo, escrito por Lucas:

Naquele tempo, um mestre da Lei se levantou e, querendo pôr Jesus em dificuldade, perguntou: "Mestre, que devo fazer para receber em herança a vida eterna?"

Jesus lhe disse: "O que está escrito na Lei? Como lês?" Ele então respondeu: "Amarás o Senhor teu Deus, de todo o teu coração e com toda a tua alma, com toda a tua força e com toda a tua inteligência; e ao teu próximo como a ti mesmo!"

Jesus lhe disse: "Tu respondeste corretamente. Faze isso e viverás".

Ele, porém, querendo justificar-se, disse a Jesus: "E quem é o meu próximo?"

Jesus respondeu: "Certo homem descia de Jerusalém para Jericó e caiu nas mãos de assaltantes. Estes arrancaram-lhe tudo, espancaram-no, e foram-se embora, deixando-o quase morto. Por acaso, um sacerdote estava descendo por aquele caminho. Quando viu o homem, seguiu adiante, pelo outro lado. O mesmo aconteceu com um levita: chegou ao lugar, viu o homem e seguiu adiante, pelo outro lado.

Mas um samaritano, que estava viajando, chegou perto dele, viu e sentiu compaixão. Aproximou-se dele e fez curativos, derramando óleo e vinho nas feridas. Depois colocou o homem em seu próprio animal e levou-o a uma pensão, onde cuidou dele.

No dia seguinte, pegou duas moedas de prata e entregou-as ao dono da pensão, recomendando: 'Toma conta dele! Quando eu voltar, vou pagar o que tiveres gasto a mais'".

E Jesus perguntou:

"Na tua opinião, qual dos três foi o próximo do homem que caiu nas mãos dos assaltantes?" Ele respondeu: "Aquele que usou de misericórdia para com ele".

Então Jesus lhe disse: "Vai e faze a mesma coisa".

- Palavra da Salvação.

- Glória a vós, Senhor!

 

 

Reflexão

O centro das leituras deste domingo é a parábola do Bom Samaritano. Jesus vem nos ensinar que nossa salvação depende da nossa prática. Somos chamados a viver a verdadeira justiça que se revela na Palavra de Deus e se expressa em atos de compaixão e de misericórdia.

A Primeira Leitura nos mostra que a Palavra está ao alcance de todos. No seu esforço de comunicar-se conosco, Deus se expressa com tanta clareza que ninguém pode alegar ignorância, dizendo: "Eu não sei o que fazer!" A Palavra pede justiça, fraternidade, alegria e paz. Compete a cada um de nós se lançar nessa missão.

Na parábola, Jesus torna mais clara a proposta do Reino. Ele discute com um doutor da Lei que quer saber: "Quem é o meu próximo?" Com muita habilidade, Jesus constrói um quadro marcante. Ele começa contando que um homem qualquer descia de Jerusalém para Jericó. Na estrada deserta, cheia de curvas, ele cai nas mãos de assaltantes  que "levaram tudo dele, bateram nele e o deixaram quase morto". Ou seja, se você encontrasse na beira de uma estrada um homem desconhecido, completamente nu, ensanguentado e desacordado, você pararia? Antes de julgar o sacerdote, o levita e o samaritano, o ouvinte deve ser sincero consigo mesmo e responder a essa pergunta fundamental.

Casualmente, passaram dois funcionários do culto do templo de Jerusalém. Jesus não nos diz por que o sacerdote e o levita não fazem nada ao verem o caído. Pode até ser que os dois tenham suas boas justificativas, assim como nós temos boas justificativas para não ajudar pobres, mendigos e aleijados que nos procuram nos momentos mais inconvenientes. Passa, então, um samaritano. Novamente, Jesus abre espaço para o representante dos excluídos.

O samaritano vê o caído, move-se de compaixão, cuida das feridas, coloca o homem em seu próprio animal, leva-o até uma hospedaria e passa a noite toda cuidando dele. É uma ação concreta de uma pessoa que abre mão de sua viagem para viver em função de uma pessoa desconhecida. Jesus ensina: se quisermos alcançar a vida eterna, temos que nos aproximar dos outros. Próximo é quem sabe se aproximar de quem precisa.  

Francisco Orofino e Frei Carlos Mesters

Folheto litúrgico Deus Conosco - Ed.Santuário (14/07/2019)

 

 

Preces da Comunidade

Ó Pai, vosso Filho nos ensinou que o caminho da vida é o do amor. Por isso, a vós elevamos confiantes nossos rogos. Ouvi-nos, Senhor, nosso Deus.

- Por vosso amor, socorrei-nos, Senhor!

 

1. Lembremo-nos da Igreja e de sua missão, e que ela, contando com a força da graça, seja sacramento e presença do Reino no mundo, rezemos ao Senhor.

- Por vosso amor, socorrei-nos, Senhor!

 

2. Concedei ao Papa e a todos os Ministros de vossa Igreja, saúde, paz e inspiração em sua missão, e que não meçam esforços em favor da vida, rezemos ao Senhor.

- Por vosso amor, socorrei-nos, Senhor!

 

3. Iluminai a nós e nossas Comunidades, para que sejamos solidários com os que estão caídos e feridos nos caminhos da vida, rezemos ao Senhor.

- Por vosso amor, socorrei-nos, Senhor!

 

4. Conduzi nossos passos no caminho de vosso Reino, e que na humildade sejamos provocadores de vida, de solidariedade e de amor de uns com os outros, rezemos ao Senhor.

- Por vosso amor, socorrei-nos, Senhor!

 

5. Outras intenções...

 

Senhor Deus, vós que viestes ao nosso encontro com vosso amor inefável, confirmai-nos como vossos filhos e filhas, e dirigi nossos passos no caminho de vosso Filho, que convosco vive e reina para sempre.

- Amém.

 

 

*   *   *

 

   

 

© desde 25/12/2006 - Basílica Nossa Senhora do Carmo - Campinas - SP - Brasil