21/06/2020

12º Domingo do Tempo Comum

 

 

"Não tenhais medo" é o grito de Jesus no meio de nossa humanidade. Seu ensinamento é uma verdadeira profecia num mundo marcado pela cultura do individualismo e pela excessiva busca do bem-estar pessoal. O Evangelho é e será a a resposta que buscamos e que precisamos. Nele encontramos a esperança libertadora, que nos faz confiar plenamente no Pai e alcançar a salvação.  

  

 

Liturgia da Palavra - Deus nos fala

O próprio Deus é a garantia da mensagem que será anunciada pelos Apóstolos. A nós cabe acolher a Palavra e a missão que o Senhor nos confiou.

 

 

1ª Leitura - Jr 20,10-13

Leitura do Livro do Profeta Jeremias:

Jeremias disse: "Eu ouvi as injúrias de tantos homens e os vi espalhando o medo em redor: 'Denunciai-o, denunciemo-lo'. Todos os amigos observavam minhas falhas: 'Talvez ele cometa um engano e nós poderemos apanhá-lo e desforrar-nos dele'. Mas o Senhor está ao meu lado, como forte guerreiro; por isso, os que me perseguem cairão vencidos. Por não terem tido êxito, eles se cobrirão de vergonha. Eterna infâmia, que nunca se apaga!

Ó Senhor dos exércitos, que provas o homem justo e vês os sentimentos do coração, rogo-te me faças ver tua vingança sobre eles; pois eu te declarei a minha causa.

Cantai ao Senhor, louvai o Senhor, pois ele salvou a vida de um pobre homem das mãos dos maus".

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus!

 

 

Salmo Responsorial - Sl 68

Atendei-me, ó Senhor, pelo vosso imenso amor!

 

Por vossa causa é que sofri tantos insultos, e o meu rosto se cobriu de confusão; eu me tornei como um estranho a meus irmãos, como estrangeiro para os filhos de minha mãe. Pois meu zelo e meu amor por vossa casa me devoram como fogo abrasador.

 

Por isso elevo para vós minha oração, neste tempo favorável, Senhor Deus! Respondei-me pelo vosso imenso amor, pela vossa salvação que nunca falha! Senhor, ouvi-me, pois suave é vossa graça, ponde os olhos sobre mim com grande amor!

 

Humildes, vede isto e alegrai-vos: o vosso coração reviverá, se procurardes o Senhor continuamente! Pois nosso Deus atende à prece dos seus pobres, e não despreza o clamor de seus cativos. Que céus e terra glorifiquem o Senhor, com o mar e todo ser que neles vive! 

 

 

2ª Leitura - Rm 5,12-15

Leitura da Carta de São Paulo aos Romanos:

Irmãos: O pecado entrou no mundo por um só homem. Através do pecado, entrou a morte. E a morte passou para todos os homens, porque todos pecaram.

Na realidade, antes de ser dada a Lei, já havia pecado no mundo. Mas o pecado não pode ser imputado, quando não há lei. No entanto, a morte reinou, desde Adão até Moisés, mesmo sobre os que não pecaram como Adão, o qual era a figura provisória daquele que devia vir. Mas isso não quer dizer que o dom da graça de Deus seja comparável à falta de Adão! A transgressão de um só levou a multidão humana à morte, mas foi de modo bem superior que a graça de Deus, ou seja, o dom gratuito concedido através de um só homem, Jesus Cristo, se derramou em abundância sobre todos.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus!

 

 

Evangelho - Mt 10,26-33

Anúncio do Evangelho de Jesus Cristo, escrito por Mateus:

Naquele tempo, disse Jesus a seus apóstolos: "Não tenhais medo dos homens, pois nada há de encoberto que não seja revelado, e nada há de escondido que não seja conhecido. O que vos digo na escuridão, dizei-o à luz do dia; o que escutais ao pé do ouvido, proclamai-o sobre os telhados! Não tenhais medo daqueles que matam o corpo, mas não podem matar a alma! Pelo contrário, temei aquele que pode destruir a alma e o corpo no inferno!

Não se vendem dois pardais por algumas moedas? No entanto, nenhum deles cai no chão sem o consentimento do vosso Pai. Quanto a vós, até os cabelos da vossa cabeça estão todos contados. Não tenhais medo! Vós valeis mais do que muitos pardais. Portanto, todo aquele que se declarar a meu favor diante dos homens, também eu me declararei em favor dele diante do meu Pai que está nos céus. Aquele, porém, que me negar diante dos homens, também eu o negarei diante do meu Pai que está nos céus. 

- Palavra da Salvação.

- Glória a vós, Senhor!

 

 

Reflexão

Nossa vida e seus limites

O profeta Jeremias via-se oprimido pelo peso de sua missão, pela fúria dos adversários, pelos perigos que o rodeavam. Quase chega à revolta contra Deus, como se esse o tivesse enganado.

Se formos realistas, ao lado de todas as coisas boas da vida temos de ver os males e dificuldades que nos cercam. E esses males nos angustiam. São as limitações que vemos em nós, e limitam nossa tentativa de viver o Evangelho. As incompreensões até de parentes e amigos, e dos que procuramos ajudar. O amor que recebemos e nos parece pouco; ou que damos, muito menos do que deveríamos. As limitações de nosso corpo, suas doenças e a morte; os perigos da natureza e dos homens. Tudo isso nos angustia e amedronta.

 

Jesus relativiza nossa angústia

Falando a seus Apóstolos, Jesus previne-os das carências que terão de enfrentar, das rejeições que poderão encontrar. Sofrerão até mesmo perseguições e perigos de morte.

Mas insiste que nada disso os deve apavorar. No final, a verdade de suas palavras ficará demonstrada. Ainda que os matem, não lhes poderão roubar a vida nova de filhos. Sempre serão muitas as incertezas, mas devem confiar. O Pai cuidará deles, mais do que cuida dos pardais. Numa palavra, por maiores que sejam as dificuldades e perigos, eles e nós não devemos ceder ao desânimo e ao medo. Temos ao nosso lado o amor misericordioso de Deus.

 

Nossa confiança na graça

Essa confiança na graça e no favor de Deus pode afastar todo o nosso medo e dar-nos a paz. Paulo (Rm 5,12-15) fala do pecado que nos atinge a todos. E tira uma conclusão: "Se, pela falta de um só, todos morreram, com quanto maior abundância se derramou sobre todos a graça de Deus e o dom  gratuito de um só homem, Jesus Cristo!" Aí está. Apesar de tudo, nós podemos viver sem medo, na alegria e na paz, porque o Filho de Deus, Jesus Cristo, comunica-nos a graça, o dom gratuito da vida nova.

Jesus caminha conosco, conhece nosso jeito de ser, e seu amor por nós é imenso. Nada precisamos temer. 

 

Pe. Flávio Cavalca de Castro, C.Ss.R.

Folheto litúrgico Deus Conosco - Ed.Santuário (21/06/2020)

 

 

Preces da Comunidade

Roguemos com humildade ao Senhor, nosso Deus, que não se cansa de nos socorrer em nossas necessidades, e a Ele apresentemos nossas preces.

 

1. Guai vossa Igreja e vossos Ministros sob a luz de vosso Espírito Santo, para que vivam com alegria a missão que vós lhes destes, nós vos pedimos, Senhor.

- Senhor, acolhei nossa prece!

 

2. Confirmai na verdade do Evangelho todos os que o anunciam com ardor e vigor missionário, e não se cansam de mostrar os valores do Reino, nós vos pedimos, Senhor.

- Senhor, acolhei nossa prece!

 

3. Iluminai nossas Comunidades, para que na força da fé e de vossa Palavra sejam sinais de vida e de esperança para vosso povo, nós vos pedimos, Senhor.

- Senhor, acolhei nossa prece!

 

4. Guardai em vossa misericórdia os missionários e missionárias, para que jamais vacilem no meio das adversidades e dificuldades, nós vos pedimos, Senhor.

- Senhor, acolhei nossa prece!

 

5. Outras intenções...

 

Ó Pai Santo, concedei-nos viver dignamente nossa vocação filial, pois nos criastes em vosso amor, para jamais nos separar de vós e de nossos irmãos e irmãs. Isso vos pedimos por Cristo, vosso Filho e Senhor nosso.

- Amém.

 

*   *   *

 

   

 

© desde 25/12/2006 - Basílica Nossa Senhora do Carmo - Campinas - SP - Brasil