07/04/2019

5º Domingo da Quaresma

"Vai! E não peques mais!"

 

 

Aquela mulher ficou admirada diante da possibilidade de sua morte, e ainda escuta de Jesus: "Eu também não te condeno. Podes ir, e de agora em diante não peques mais". Jesus defende e promove a liberdade absoluta do amor de Deus. Esse amor não condena, mas conhece as razões mais profundas do ser humano e o salva. O amor misericordioso regenera o coração doente ou corrompido. O pecado gera o mal e a morte. O amor abre as portas da paz, edifica na liberdade e nos salva.  

 

 

Liturgia da Palavra - Deus nos fala

A palavra profética liberta-nos e abre-nos para a esperança: "Farei correr rios na terra seca". Com a força da Lei, os escribas e fariseus só sabem condenar. Jesus, com a força do amor misericordioso liberta, devolve a vida e anima na confiança do futuro. Como ainda recusar um Deus que ama assim?

 

 

1ª Leitura - Is 43,16-21

Leitura do Livro do Profeta Isaías:

Isto diz o Senhor, que abriu uma passagem no mar e um caminho entre águas impetuosas; que pôs a perder carros e cavalos, tropas e homens corajosos; pois estão todos mortos e não ressuscitarão, foram abafados como mecha de pano e apagaram-se: "Não relembreis coisas passadas, não olheis para fatos antigos. Eis que eu farei coisas novas, e que já estão surgindo: acaso não as conheceis? Pois abrirei uma estrada no deserto e farei correr rios na terra seca.

Hão de glorificar-me os animais selvagens, os dragões e os avestruzes, porque fiz brotar água no deserto e rios na terra seca para dar de beber a meu povo, a meus escolhidos. Este povo, eu o criei para mim e ele cantará meus louvores".

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus!

 

 

Salmo Responsorial - Sl 125

Maravilhas fez conosco o Senhor, exultemos de alegria!

 

Quando o Senhor reconduziu nossos cativos, parecíamos sonhar; encheu-se de sorriso nossa boca, nossos lábios, de canções.

 

Maravilhas fez conosco o Senhor, exultemos de alegria!

 

Entre os gentios se dizia: "Maravilhas fez com eles o Senhor!" Sim, maravilhas fez conosco o Senhor, exultemos de alegria!

 

Maravilhas fez conosco o Senhor, exultemos de alegria!

 

Mudai a nossa sorte, ó Senhor, como torrentes, no deserto. Os que lançam as sementes entre lágrimas ceifarão com alegria.

 

Maravilhas fez conosco o Senhor, exultemos de alegria!

 

Chorando de tristeza sairão, espalhando suas sementes; cantando de alegria voltarão, carregando os seus feixes!

 

Maravilhas fez conosco o Senhor, exultemos de alegria!

 

 

2ª Leitura - Fl 3,8-14

Leitura da Carta de São Paulo aos Filipenses:

Irmãos: Na verdade, considero tudo como perda diante da vantagem suprema que consiste em conhecer a Cristo Jesus, meu Senhor. Por causa dele eu perdi tudo. Considero tudo como lixo, para ganhar Cristo e ser encontrado unido a ele, não com minha justiça provindo da Lei, mas com a justiça por meio da fé em Cristo, a justiça que vem de Deus, na base da fé.

Esta consiste em conhecer a Cristo, experimentar a força de sua ressurreição, ficar em comunhão com os seus sofrimentos, tornando-me semelhante a ele na sua morte, para ver se alcanço a ressurreição dentre os mortos. Não que já tenha recebido tudo isso ou que já seja perfeito. Mas corro para alcançá-lo, visto que já fui alcançado por Cristo Jesus.

Irmãos, eu não julgo já tê-lo alcançado. Uma coisa, porém, eu faço: esquecendo o que fica para trás, eu me lanço para o que está na frente. Corro direto para a meta, rumo ao prêmio, que, do alto, Deus me chama a receber em Cristo Jesus.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus!

 

 

Evangelho - Jo 8,1-11

Anúncio do Evangelho de Jesus Cristo, escrito por João:

Naquele tempo, Jesus foi para o monte das Oliveiras. De madrugada, voltou de novo ao Templo. Todo o povo se reuniu em volta dele. Sentando-se, começou a ensiná-los.

Entretanto, os mestres da Lei e os fariseus trouxeram uma mulher surpreendida em adultério. Colocando-a no meio deles, disseram a Jesus: "Mestre, esta mulher foi surpreendida em flagrante adultério. Moisés, na Lei, mandou apedrejar tais mulheres. Que dizes tu?"

Perguntavam isso para experimentar Jesus e para terem motivo de o acusar. Mas Jesus, inclinando-se, começou a escrever com o dedo no chão. Como persistissem em interrogá-lo, Jesus ergueu-se e disse: "Quem dentre vós não tiver pecado, seja o primeiro a atirar-lhe uma pedra". E, tornando a inclinar-se, continuou a escrever no chão. E eles, ouvindo o que Jesus falou, foram saindo um a um, a começar pelos mais velhos; e Jesus ficou sozinho, com a mulher que estava lá, no meio do povo.

Então Jesus se levantou e disse: "Mulher, onde estão eles? Ninguém te condenou?"

Ela respondeu: "Ninguém, Senhor". Então Jesus lhe disse: "Eu também não te condeno. Podes ir, e de agora em diante não peques mais". 

- Palavra da Salvação.

- Glória a vós, Senhor!

 

 

Reflexão

"Vai, e não peques mais"

- Fomos renovados

Podemos aplicar a nós o que Isaías (43,16-21) dizia da renovação do povo hebreu. Fomos salvos e renovados pelo poder misericordioso de Deus. Éramos escravos oprimidos pelo mal, mas isso ficou no passado. Somos agora nova realidade, nova criatura: podemos conhecer o bem, e podemos viver e fazer o bem. Nossa vida toda, com todas as suas realidades, pode e deve ser um louvor continuado a Deus, pois, como ele mesmo o diz: "O povo que formei para mim proclamará meus louvores" (v.21).

- Por ele deixemos tudo

O Senhor renovou-os, e nós por ele deixamos tudo (Fl 3,8-14). Nada é tão importante para nós como nosso conhecimento de Jesus e nossa união com ele. Nele somos renovados e participamos de sua vida na bondade e na justiça. O que importa é experimentar em nós seu poder transformador: viver e morrer com ele para ter com ele a ressurreição, a vida para sempre. Esse deve ser nosso projeto para toda a vida.

- E não voltemos ao pecado

Aquela pecadora (Jo 8,1-11) estava para ser condenada à morte. Nem podemos imaginar o alívio que provou quando, ao ouvir Jesus, seus julgadores foram afastando-se. E as palavras do Mestre tinham para ela um sentido muito além do significado imediato: "Vai e não continues pecando". Não, ela não queria viver de novo a angústia do remorso, a rejeição. Dali em diante sua vida seria marcada pela alegria de se saber perdoada.

Certamente todos já tivemos essa experiência do perdão generoso de Deus, do alívio por saber que seu amor é imenso, maior que o de mãe e de pai. Levemos, então, a sério a palavra de Jesus: "Vai e não continues fugindo de mim, vai e não tenhas medo de aceitar meu amor". Vivamos intensamente a vida nova que nos é oferecida. Por Jesus, para ser dele, deixemos tudo que for preciso deixar, e nunca sairemos perdendo. Ele nos fará participantes de sua ressurreição.

Pe. Flávio Cavalca de Castro, C.Ss.R.

Folheto litúrgico Deus Conosco - Ed.Santuário (07/04/2019)

 

 

Oração da Comunidade

Senhor Deus, precisamos de vosso auxílio e de vossa misericórdia. Por isso, humildes e cheios de esperança, nós vos clamamos:

- Por vossa misericórdia, renovai-nos, Senhor!

 

1. Abençoai vossa Igreja e vossos Ministros, para que anunciem com vigor o Evangelho e o testemunhem na caridade e na misericórdia, nós vos rogamos, Senhor.

- Por vossa misericórdia, renovai-nos, Senhor!

 

2. Despertai nossas Comunidades para a prática da misericórdia, e assim elas acolham com alegria os desamparados e abandonados no mundo, nós vos rogamos, Senhor.

- Por vossa misericórdia, renovai-nos, Senhor!

 

3. Inspirai os líderes da sociedade, para que sejam justos e respeitem a vida e a dignidade de vossos filhos e filhas, nós vos rogamos, Senhor.

- Por vossa misericórdia, renovai-nos, Senhor!

 

4. Despojai-nos de moralismos farisaicos e por vossa bondade superemos nossa inclinação condenatória a respeito de nosso próximo, nós vos rogamos, Senhor.

- Por vossa misericórdia, renovai-nos, Senhor!

 

5. Outras intenções...

 

Senhor Deus, semeai em abundância sobre nosso coração vossa misericórdia, e assim ele seja mais capaz de perdoar, acolher e amar. Por Cristo, nosso Senhor.

- Amém.

 

 

*   *   *

 

   

 

© desde 25/12/2006 - Basílica Nossa Senhora do Carmo - Campinas - SP - Brasil