07/03/2021

3º Domingo da Quaresma

 

 

 

Tenho os olhos sempre fitos no Senhor, porque livra os meus pés da armadilha. Olhai para mim, tende piedade, pois vivo sozinho e infeliz.

(Sl 24,15-16)

 

No Templo de Jerusalém não há gratuidade do amor, nem relacionamento humano verdadeiro. Ele, Jesus, é o novo Templo, carregado de misericórdia e de um outro projeto de relacionamento com Deus e com os irmãos. A lógica de Deus não se compara jamais com a lógica humana. O dom de Deus, seu amor, se manifesta na simplicidade das coisas e, por isso, torna-se relativo e provisório o que não concorda com o jeito divino. 

  

 

Liturgia da Palavra - Deus nos fala

A reação de Jesus no Templo de Jerusalém foi porque aquele modo de viver não correspondia ao jeito de Deus, e exploravam os pobres.  

 

 

1ª Leitura - Êx 20,1-17

Leitura do Livro do Êxodo:

Naqueles dias, Deus pronunciou todas estas palavras:

"Eu sou o Senhor teu Deus que te tirou do Egito, da casa da escravidão. Não terás outros deuses além de mim. Não farás para ti imagem esculpida, nem figura alguma do que existe em cima, nos céus, ou embaixo, na terra, ou do que existe nas águas, debaixo da terra. Não te prostrarás diante desses deuses, nem lhes prestarás culto, pois eu sou o Senhor teu Deus, um Deus ciumento. Castigo a culpa dos pais nos filhos até à terceira e quarta geração dos que me odeiam, mas uso da misericórdia por mil gerações com aqueles que me amam e guardam os meus mandamentos.

Não pronunciarás o nome do Senhor teu Deus em vão, porque o Senhor não deixará sem castigo quem pronunciar seu nome em vão. Lembra-te de santificar o dia de sábado.

Trabalharás durante seis dias e farás todos os teus trabalhos, mas o sétimo dia é sábado dedicado ao Senhor teu Deus. Não farás trabalho algum, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem teu escravo, nem tua escrava, nem teu gado, nem o estrangeiro que vive em tuas cidades. Porque o Senhor fez em seis dias o céu, a terra e o mar, e tudo o que eles contêm; mas no sétimo dia descansou. Por isso o Senhor abençoou o dia de sábado e o santificou.

Honra teu pai e tua mãe, para que vivas longos anos na terra que o Senhor teu Deus te dará. Não matarás. Não cometerás adultério. Não furtarás. Não levantarás falso testemunho contra o teu próximo. Não cobiçarás a casa do teu próximo. Não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem seu escravo, nem sua escrava, nem seu boi, nem seu jumento, nem coisa alguma que lhe pertença".

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus!

 

 

Salmo Responsorial - Sl 18

Senhor, tens palavras de vida eterna.

 

A lei do Senhor Deus é perfeita, conforto para a alma! O testemunho do Senhor é fiel, sabedoria dos humildes.

 

Os preceitos do Senhor são precisos, alegria ao coração. O mandamento do Senhor é brilhante, para os olhos é uma luz.

 

É puro o temor do Senhor, imutável para sempre. Os julgamentos do Senhor são corretos e justos igualmente.

 

Mais desejáveis do que o ouro são eles, do que o ouro refinado. Suas palavras são mais doces que o mel, que o mel que sai dos favos.  

 

 

2ª Leitura - 1Cor 1,22-25

Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios:

Irmãos: os judeus pedem sinais milagrosos, os gregos procuram sabedoria; nós, porém, pregamos Cristo crucificado, escândalo para os judeus e insensatez para os pagãos. Mas, para os que são chamados, tanto judeus como gregos, esse Cristo é poder de Deus e sabedoria de Deus. Pois o que é dito insensatez de Deus é mais sábio do que os homens, e o que é dito fraqueza de Deus é mais forte do que os homens.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus!

 

 

Evangelho - Jo 2,13-25

Anúncio do Evangelho de Jesus Cristo, escrito por João:

Estava próxima a Páscoa dos judeus e Jesus subiu a Jerusalém. No Templo, encontrou os vendedores de bois, ovelhas e pombas e os cambistas que estavam aí sentados. Fez então um chicote de cordas e expulsou todos do Templo, junto com as ovelhas e os bois; espalhou as moedas e derrubou as mesas dos cambistas. E disse aos que vendiam pombas: "Tirai isso daqui! Não façais da casa de meu Pai uma casa de comércio!" Seus discípulos lembraram-se, mais tarde, que a Escritura diz: "O zelo por tua casa me consumirá". Então os judeus perguntaram a Jesus: "Que sinal nos mostras para agir assim?" Ele respondeu: "Destruí este Templo, e em três dias eu o levantarei".

Os judeus disseram: "Quarenta e seis anos foram precisos para a construção deste santuário e tu o levantarás em três dias?"

Mas Jesus estava falando do Templo do seu corpo. Quando Jesus ressuscitou, os discípulos lembraram-se do que ele tinha dito e acreditaram na Escritura e na palavra dele.

Jesus estava em Jerusalém durante a festa da Páscoa. Vendo os sinais que realizava, muitos creram no seu nome. Mas Jesus não lhes dava crédito, pois ele conhecia a todos; e não precisava do testemunho de ninguém acerca do ser humano, porque ele conhecia o homem por dentro.

- Palavra da Salvação.

- Glória a vós, Senhor!

 

 

Reflexão

Palavra que liberta

A Quaresma é ocasião para avaliarmos nossa obediência à Palavra, momento próprio para reassumirmos nosso compromisso batismal que comporta sensibilidade para com os irmãos e irmãs. É a partir da escuta e meditação da Palavra de Deus que alcançaremos uma fé madura e autêntica.

Ontem e hoje, as dez palavras (decálogo), também conhecidas como dez mandamentos (Êx 20,1-17), são apresentadas por Deus para plenificar nossa vida e garantir que os esquemas de escravidão do Egito não voltem a ser repetidos por seu povo. Os mandamentos não são meras exigências preceituais, como talvez tenham nos ensinado na catequese. Eles são na verdade a Palavra de Deus que liberta, um instrumento que visa o crescimento pessoal e comunitário. Essa Palavra precisa estar inscrita em nosso coração, para que todas as nossas ações e palavras sem marcadas pelo propósito de respeitar a dignidade e a liberdade humanas, princípios fundamentais presentes na lei de Deus.

Sabedoria de Deus

Nossa adesão à Palavra que liberta não pode se tornar uma cerimônia vazia, marcada por formalismos. É preciso comprometer toda a nossa vida, tal como Deus se compromete conosco ao nos entregar seu Filho único para que tenhamos vida em abundância. O sacrifício de Cristo, considerado "escândalo para os judeus e insensatez para os pagãos", é o cerne de nossa fé, pois se tornou expressão surpreendente da sabedoria e da força divina. Na cruz de Cristo está presente o amor fiel de Deus.

Zelo pelo que é de Deus

No Evangelho de hoje encontramos Jesus, à semelhança de tantos profetas do Antigo Testamento, reagindo com veemência ao encontrar o templo de Jerusalém tomado por vendedores e cambistas. A estrutura religiosa do Templo estava de tal modo contaminada pela ganância e pelo pecado, que tinha comprometida sua função original de ser um lugar de oração e de fidelidade à Palavra.

Muito mais do que um momento de raiva, a atitude de Jesus no templo de Jerusalém nos revela que Ele veio transformar a lei em um compromisso de amor. Este é o novo templo que Jesus veio construir, não mais marcado pelos preceitos vazios e desvinculados da realidade, mas pelo comprometimento de toda a nossa vida. É assim que em Cristo também nos tornamos santuários onde habita Deus.  

Pe. Fábio Evaristo, C.Ss.R.

Deus Conosco Semanário Litúrgico - Ed.Santuário (07/03/2021)

 

 

Preces da Comunidade

A vós, Deus Pai todo-poderoso, elevamos o coração em prece suplicante, e humildemente vos rogamos:

- Senhor, por vosso amor, renovai nossa vida!

 

1. Ensinai-nos a nos alegrar com os que se alegram, chorar com os que choram, e com todos ter caridade, misericórdia e paz, nós vos suplicamos, Senhor.

- Senhor, por vosso amor, renovai nossa vida!

 

2. Ensinai-nos a ser solidários com os necessitados, matar a fome dos famintos, saciar a sede de vida dos oprimidos e excluídos e a proclamar com a vida vosso amor, nós vos suplicamos, Senhor.

- Senhor, por vosso amor, renovai nossa vida!

 

3. Ensinai-nos a ter, sem cessar, misericórdia com os outros e promover a dignidade da vida, nós vos suplicamos, Senhor.

- Senhor, por vosso amor, renovai nossa vida!

 

4. Ensinai-nos a amar e respeitar as Mulheres como imagem e semelhança divina, e que elas sejam sinais da bondade e da ternura, nós vos suplicamos, Senhor.

- Senhor, por vosso amor, renovai nossa vida!

 

5. Outras intenções...

 

Ó Deus, fonte eterna de bondade e de misericórdia, conservai-nos em vosso amor e no caminho de Cristo, vosso Filho e Senhor nosso.

- Amém.

 

*   *   *

 

   

 

© desde 25/12/2006 - Basílica Nossa Senhora do Carmo - Campinas - SP - Brasil