12/03/2017

Ano Mariano Nacional - N. Sra. Aparecida - 300 anos de bênçãos

2º Domingo da Quaresma

"Escutai o que Ele diz!"

 

 

Como Abraão, somos chamados por Deus a uma vocação santa. Ele escutou sua voz e respondeu com generosidade ao Senhor, e por isso é nosso pai na fé. Os discípulos seguiram de perto Jesus e puderam experimentar no alto do monte a antecipação da glória do Senhor. Cristo é a verdadeira habitação de Deus entre nós. Quem o escuta, obedece ao Pai e caminha na fé. Deixemos que o rosto de Cristo resplandeça entre nós.

 

 

Liturgia da Palavra - Deus nos fala

Abraão, respondendo ao chamado divino, tornou-se pai do povo de Deus. Cristo, fiel ao Pai até o fim, e por Ele glorificado, é o Redentor de toda a humanidade. Feliz quem escuta o que Ele diz, pois pertence ao novo povo do Senhor.  

 

 

1ª Leitura - Gn 12,1-4a

Leitura do Livro do Gênesis:

Naqueles dias, o Senhor disse a Abrão: "Sai da tua terra, da tua família e da casa do teu pai, e vai para a terra que eu te vou mostrar. Farei de ti um grande povo e te abençoarei; engrandecerei o teu nome, de modo que ele se torne uma bênção. Abençoarei os que te abençoarem e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; em ti serão abençoadas todas as famílias da terra!"

E Abrão partiu, como o Senhor lhe havia dito.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus!

 

 

Salmo Responsorial - Sl 32

Sobre nós venha, Senhor, a vossa graça, venha a vossa salvação!

 

Pois reta é a palavra do Senhor, e tudo o que ele faz merece fé. Deus ama o direito e a justiça, transborda em toda a terra a sua graça.

 

Mas o Senhor pousa o olhar sobre os que o temem, e que confiam esperando em seu amor, para da morte libertar as suas vidas e alimentá-los quando é tempo de penúria.

 

No Senhor nós esperamos confiantes, porque ele é nosso auxílio e proteção! Sobre nós venha, Senhor, a vossa graça, da mesma forma que em vós nós esperamos!

 

 

2ª Leitura - 2Tm 1,8b-10

Leitura da Segunda Carta de São Paulo a Timóteo:

Caríssimo: Sofre comigo pelo Evangelho, fortificado pelo poder de Deus.

Deus nos salvou e nos chamou com uma vocação santa, não devido às nossas obras, mas em virtude do seu desígnio e da sua graça, que nos foi dada em Cristo Jesus, desde toda a eternidade.

Esta graça foi revelada agora, pela manifestação de nosso Salvador, Jesus Cristo. Ele não só destruiu a morte, como também fez brilhar a vida e a imortalidade por meio do Evangelho.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus!

 

 

Evangelho - Mt 17,1-9

Anúncio do Evangelho de Jesus Cristo, escrito por Mateus:

Naquele tempo, Jesus tomou consigo Pedro, Tiago e João, seu irmão, e os levou a um lugar à parte, sobre uma alta montanha. E foi transfigurado diante deles; o seu rosto brilhou como o sol e as suas roupas ficaram brancas como a luz. Nisto apareceram-lhe Moisés e Elias, conversando com Jesus.

Então Pedro tomou a palavra e disse: "Senhor, é bom ficarmos aqui. Se queres, vou fazer aqui três tendas: uma para ti, outra para Moisés e outra para Elias".

Pedro ainda estava falando, quando uma nuvem luminosa os cobriu com sua sombra. E da nuvem uma voz dizia: "Este é o meu Filho amado, no qual eu pus todo o meu agrado. Escutai-o!"

Quando ouviram isto, os discípulos ficaram muito assustados e caíram com o rosto em terra.

Jesus se aproximou, tocou neles e disse: "Levantai-vos e não tenhais medo".

Os discípulos ergueram os olhos e não viram mais ninguém, a não ser somente Jesus.

Quando desciam da montanha, Jesus ordenou-lhes: "Não conteis a ninguém esta visão até que o Filho do Homem tenha ressuscitado dos mortos".

- Palavra da Salvação.

- Glória a vós, Senhor!

 

 

Homilia - Côn. Jeronymo A. Furian

 

 

 

   

 

© desde 25/12/2006 - Basílica Nossa Senhora do Carmo - Campinas - SP - Brasil