21/02/2021

1º Domingo da Quaresma

 

 

 

Quando meu servo chamar, hei de atendê-lo, estarei com ele na tribulação. Hei de livrá-lo e glorificá-lo e lhe darei longos dias (Sl 90,15-16).

 

O projeto do Reino já instaurado por Jesus é oferta divina para nossa humanidade. O que Deus deseja é uma nova humanidade que não dispense os valores do Evangelho. Jesus faz compreender aos discípulos o sentido da pertença ao Reino, para tomarem parte da nova Comunidade. Para isso é preciso a mudança do coração, que se chama conversão. A nós, diz o Senhor: "O tempo já se completou e o Reino de Deus está próximo. Convertei-vos e crede no Evangelho".  

  

 

Liturgia da Palavra - Deus nos fala

A Palavra nos mostra a Aliança que o Senhor faz com a humanidade, manifestando-lhe a grandeza da vida e de seu amor: "O tempo se completou... Convertei-vos! Crede no Evangelho!"

 

 

1ª Leitura - Gn 9,8-15

Leitura do Livro do Gênesis:

Disse Deus a Noé e a seus filhos: "Eis que vou estabelecer minha aliança convosco e com vossa descendência, com todos os seres vivos que estão convosco: aves, animais domésticos e selvagens, enfim, com todos os animais da terra, que saíram convosco da arca. Estabeleço convosco a minha aliança: nunca mais nenhuma criatura será exterminada pelas águas do dilúvio, e não haverá mais dilúvio para devastar a terra". E Deus disse: "Este é o sinal da aliança que coloco entre mim e vós, e todos os seres vivos que estão convosco, por todas as gerações futuras: ponho meu arco nas nuvens como sinal de aliança entre mim e a terra. Quando eu reunir as nuvens sobre a terra, aparecerá meu arco nas nuvens. Então eu me lembrarei de minha aliança convosco e com todas as espécies de seres vivos. E não tornará mais a haver dilúvio que faça perecer nas suas águas toda criatura".

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus!

 

 

Salmo Responsorial - Sl 24

Verdade e amor, são os caminhos do Senhor.

 

Mostrai-me, ó Senhor, vossos caminhos, e fazei-me conhecer a vossa estrada! Vossa verdade me oriente e me conduza, porque sois o Deus da minha salvação.

 

Recordai, Senhor meu Deus, vossa ternura e a vossa compaixão que são eternas! De mim lembrai-vos, porque sois misericórdia, e sois bondade sem limites, ó Senhor!

 

O Senhor é piedade e retidão, e reconduz ao bom caminho os pecadores. Ele dirige os humildes na justiça, e aos pobres ele ensina o seu caminho.  

 

 

2ª Leitura - 1Pd 3,18-22

Leitura da Primeira Carta de São Pedro:

Caríssimos: Cristo morreu, uma vez por todas, por causa dos pecados, o justo pelos injustos, a fim de nos conduzir a Deus. Sofreu a morte, na sua existência humana, mas recebeu nova vida pelo Espírito. No Espírito, ele foi também pregar aos espíritos na prisão, a saber, aos que foram desobedientes antigamente, quando Deus usava de longanimidade, nos dias em que Noé construía a arca. Nesta arca, umas poucas pessoas ‒ oito ‒ foram salvas por meio da água. À arca corresponde o batismo, que hoje é a vossa salvação. Pois o batismo não serve para limpar o corpo da imundície, mas é um pedido a Deus para obter uma boa consciência, em virtude da ressurreição de Jesus Cristo. Ele subiu ao céu e está à direita de Deus, submetendo-se a ele anjos, dominações e potestades. 

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus!

 

 

Evangelho - Mc 1,12-15

Anúncio do Evangelho de Jesus Cristo, escrito por Marcos:

Naquele tempo, o Espírito levou Jesus para o deserto. E ele ficou no deserto durante quarenta dias, e aí foi tentado por Satanás. Vivia entre os animais selvagens, e os anjos o serviam. Depois que João Batista foi preso, Jesus foi para a Galileia, pregando o Evangelho de Deus e dizendo: "O tempo já se completou e o Reino de Deus está próximo. Convertei-vos e crede no Evangelho!"

- Palavra da Salvação.

- Glória a vós, Senhor!

 

 

Reflexão

Os caminhos do Senhor são verdade, são vida!

A experiência que fazemos, a partir da história bíblica, é de dinamismo e crescimento na compreensão do que Deus nos revela. Porque nos ama incondicionalmente, Deus não se cansa de recriar. Não se cansa de renovar a aliança amorosa com a humanidade e a obra da criação. Sentimos no coração que somos conduzidos com uma pedagogia paciente e misericordiosa, até que ganhemos força e estatura, para corresponder com a mesma ternura e bondade.

Os caminhos do Senhor são verdade e amor. De muitos modos ele nos conduz para que tenhamos experiência de vida, de retidão, de justiça. O caminho do bem nos atrai e nos conduz. O nosso coração e a nossa mente nos indicam quando nos afastamos do caminho do Senhor. Temos a sensação de saudade, desejo ardente de poder retornar para os caminhos já percorridos, quando fomos amados, acolhidos e amparados. Somos convidados a celebrar o amor que nos reconcilia com Deus e com os nossos irmãos.

A aliança de amor que Deus fez conosco foi eternizada por meio de Jesus, seu Filho. Da parte de Deus não há nada mais a acrescentar. Ele já nos ofereceu tudo, restando-nos a parcela que corresponda a esse plano amoroso. À arca corresponde o batismo que salva. Fomos revestidos em Jesus para tomar parte com ele, para obtermos consciência da sua ressurreição e vida. Ele está no céu, é o Senhor da vida e da história.

Muito mais forte do que o sinal do arco nas nuvens, o sinal da cruz de seu Filho expressa o infinito amor dele para conosco. Na pessoa de Jesus o Reino de Deus se realiza, está próximo de nós. Ele é a verdade, a vida que o mundo tanto precisa. A trajetória da pessoa de Jesus revelou a sua identidade e missão. É a salvação de Deus presente no mundo, encarnada, isto é, assumida totalmente como expressão plena de amor e redenção. A história bíblica prefigura essa nova realidade, havida em Jesus. Na sua pessoa é recapitulada a história amorosa de Deus pelo mundo. Deste modo, a promessa de Deus é estabelecer aliança com o mundo e com a humanidade que não se quebra, mas se restabelece.   

Pe. Luís Rodrigues Batista, C.Ss.R.

Deus Conosco dia a dia - Ed.Santuário (21/02/2021)

 

 

Preces da Comunidade

O Senhor, nosso Deus, deseja continuamente a vida e a paz. Busquemos seu auxílio divino e, em sua graça, esperemos alcançar a conversão, dizendo:

- Senhor, por vosso amor, transformai-nos!

 

1. Olhai com misericórdia para vossa Igreja e fazei-a sacramento vivo e presente de vosso Reino, nós vos clamamos, Senhor.

- Senhor, por vosso amor, transformai-nos!

 

2. Educai nossas Comunidades na vivência do Evangelho, na prática da caridade e da justiça, nós vos clamamos, Senhor.

- Senhor, por vosso amor, transformai-nos!

 

3. Fazei-nos compreender o jeito do mundo de agora, para que, pela fé, sejamos nele sinais vivos de vosso Reino, nós vos clamamos, Senhor.

- Senhor, por vosso amor, transformai-nos!

 

4. Dai-nos a graça de viver bem o Tempo da Quaresma e caminhar com Cristo para a vida, nós vos clamamos, Senhor.

- Senhor, por vosso amor, transformai-nos!

 

5. Outras intenções...

 

Ó Deus, vós que sois bom e eternamente favorável a nós com vossa misericórdia, dai-nos a graça da conversão e do verdadeiro seguimento de Jesus Cristo, vosso Filho e Senhor nosso.

- Amém.

 

*   *   *

 

   

 

© desde 25/12/2006 - Basílica Nossa Senhora do Carmo - Campinas - SP - Brasil