19/01/2020

2º Domingo do Tempo Comum

 

 

João aponta a Jesus como o eleito de Deus e como o Cordeiro que tira o pecado do mundo. O Verbo eterno do Pai, o Cristo, revelou-se inteiramente encarnando entre nós. João, humildemente, reconhece a presença do Senhor entre nós, e por isso diz: "Eis o Cordeiro de Deus". Nossa segurança e realização estão em Deus, encarnado entre nós, e é nele que todo ser humano se realiza plenamente. Contemplemos, pois, o amor redentor de Cristo por nós.  

  

 

Liturgia da Palavra - Deus nos fala

João é humilde e não se serve de Jesus para aumentar sua fama, e ainda pede que seus discípulos o sigam.  

 

 

1ª Leitura - Is 49,3.5-6

Leitura do Livro do Profeta Isaías:

O Senhor me disse: "Tu és o meu Servo, Israel, em quem serei glorificado". E agora diz-me o Senhor — ele que me preparou desde o nascimento para ser seu Servo — que eu recupere Jacó para ele e faça Israel unir-se a ele; aos olhos do Senhor esta é a minha glória.

Disse ele: "Não basta seres meu Servo para restaurar as tribos de Jacó e reconduzir os remanescentes de Israel: eu te farei luz das nações, para que minha salvação chegue até aos confins da terra".

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus!

 

 

Salmo Responsorial - Sl 39

Eu disse: Eis que venho, Senhor, com prazer faço a vossa vontade!

 

Esperando, esperei no Senhor, e inclinando-se, ouviu meu clamor. Canto novo ele pôs em meus lábios, um poema em louvor ao Senhor.

 

Sacrifício e oblação não quisestes, mas abristes, Senhor, meus ouvidos; não pedistes ofertas nem vítimas, holocaustos por nossos pecados.

 

E então eu vos disse: "Eis que venho!" Sobre mim está escrito no livro: "Com prazer faço a vossa vontade, guardo em meu coração vossa lei!"

 

Boas-novas de vossa justiça anunciei numa grande assembleia; vós sabeis: não fechei os meus lábios! 

 

 

2ª Leitura - 1Cor 1,1-3

Início da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios:

Paulo, chamado a ser apóstolo de Jesus Cristo, por vontade de Deus, e o irmão Sóstenes, à Igreja de Deus que está em Corinto: aos que foram santificados em Cristo Jesus, chamados a ser santos junto com todos os que, em qualquer lugar, invocam o nome de nosso Senhor Jesus Cristo, Senhor deles e nosso. Para vós, graça e paz, da parte de Deus, nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus!

 

 

Evangelho - Jo 1,29-34

Anúncio do Evangelho de Jesus Cristo, escrito por João:

Naquele tempo, João viu Jesus aproximar-se dele e disse: "Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo. Dele é que eu disse: 'Depois de mim vem um homem que passou à minha frente, porque existia antes de mim'. Também eu não o conhecia, mas se eu vim batizar com água, foi para que ele fosse manifestado a Israel".

E João deu testemunho, dizendo: "Eu vi o Espírito descer, como uma pomba do céu, e permanecer sobre ele. Também eu não o conhecia, mas aquele que me enviou a batizar com água me disse: 'Aquele sobre quem vires o Espírito descer e permanecer, este é quem batiza com o Espírito Santo'. Eu vi e dou testemunho: Este é o Filho de Deus!"

- Palavra da Salvação.

- Glória a vós, Senhor!

 

 

Reflexão

As leituras de hoje nos falam do acesso ao desconhecido. O Cristo anunciado pelo profeta transcende a dimensão de servo: "Eu te farei luz das nações, para que minha salvação chegue até os confins da terra". A Palavra de Deus diz sempre mais do que quem a diz. Temos que passar do conhecido de ontem ao desconhecido de hoje. Não podemos nos reduzir às homenagens aos profetas do passado, mas tornar atuais as suas profecias ao ler os sinais dos tempos.

Aceitar a Palavra de Deus significa romper a crosta dos nossos hábitos e costumes e ir mais além do nosso horizonte doméstico. Devemos nos deixar provocar pelo que ainda não conhecemos e irmos até o limite do que nunca terminaremos de explorar. O Batismo de Jesus, por uma figura marginal em um lugar marginal, cumpre toda a justiça ao revelar que o Senhor escolhera Jesus, o Filho Amado, para realizar um reino justo e libertador, diante da oposição dos que estão apenas preocupados em manter tudo como está. O evangelista proclama: "Eu não o conhecia" e nos faz conhecê-lo como Desconhecido. O Cristo permanece desconhecido, pois revestido do Espírito de Liberdade, não se deixa aprisionar pela miopia das igrejas e nem se reduzir a conceitos que servem mais para dividir o Povo de Deus do que uni-lo num só corpo e num só Espírito.

Meditemos as palavras do papa Bento XVI: "Se, em definitivo, o meu bem-estar, e a minha incolumidade é mais importante do que a verdade e a justiça, então vigora o domínio do mais forte; então reinam a violência e a mentira. Sofrer com o outro, pelos outros; sofrer por amor da verdade e da justiça; sofrer por causa do amor e para se tornar uma pessoa que ama verdadeiramente: estes são elementos fundamentais de humanidade e o seu abandono destruiria o mesmo homem" (SpeSalvi, 39). 

Pe. Paulo Botas, mts

Folheto litúrgico Deus Conosco - Ed.Santuário (19/01/2020)

 

 

Preces da Comunidade

Com o coração imerso na verdade do Pai, que nos revelou seu eterno amor por meio de Cristo, a Ele elevemos nossos rogos, rezando:

- Por vossa bondade, ouvi-nos, Senhor!

 

1. Olhai compassivo para vossa Igreja, e concedei-lhe o alento de vosso amor e de vossa misericórdia, nós vos pedimos, Senhor.

- Por vossa bondade, ouvi-nos, Senhor!

 

2. Fortalecei a ação solidária em nossas Comunidades, e que elas, ouvindo vossa Palavra, sejam profetas da vida e da santidade, nós vos pedimos, Senhor.

- Por vossa bondade, ouvi-nos, Senhor!

 

3. Tocai no coração de nossa sociedade, para que vença a frieza e indiferença da fé, pela humildade e solidariedade, nós vos pedimos, Senhor.

- Por vossa bondade, ouvi-nos, Senhor!

 

4. Acolhei em vosso colo divino a Juventude, para que na alegria vos louve e vos testemunhe, e ajude o mundo a ser mais fiel e cheio de esperança, nós vos pedimos, Senhor.

- Por vossa bondade, ouvi-nos, Senhor!

 

5. Outras intenções...

 

Senhor Deus, em vós alcançamos a vida, a alegria e a paz. Olhai, pois, com misericórdia para nós, vosso povo, e dai-nos vossa salvação. Vós, que sois nosso Deus e viveis e reinais para sempre.

- Amém.

 

 

*   *   *

 

   

 

© desde 25/12/2006 - Basílica Nossa Senhora do Carmo - Campinas - SP - Brasil