12/01/2020

Batismo do Senhor

 

 

O Batismo de Jesus nos faz mergulhar no mistério da redenção, pois Ele despojou-se de si mesmo, abaixou-se ao se fazer batizar por João e ao lavar os pés dos discípulos aquele dia. Ele quer nos tocar de perto, quer tocar nosso coração. Por isso, convida-nos a fazer o novo êxodo para sermos, de fato, o novo povo de Deus, escutando a voz do Pai: Escutem meu Filho amado! Agora é a hora de vivermos nosso sacerdócio batismal, assumindo com Jesus nossa missão de cristãos.  

  

 

Liturgia da Palavra - Deus nos fala

A Palavra do Senhor nos faz refletir sobre nosso próprio Batismo e convida-nos para o novo êxodo: ser o povo da nova Aliança e discípulos decididos no seguimento de Cristo.  

 

 

1ª Leitura - Is 42,1-4.6-7

Leitura do Livro do Profeta Isaías:

Assim fala o Senhor: Eis o meu servo — eu o recebo; eis o meu eleito — nele se compraz minh'alma; pus meu espírito sobre ele, ele promoverá o julgamento das nações. Ele não clama nem levanta a voz, nem se faz ouvir pelas ruas. Não quebra uma cana rachada nem apaga um pavio que ainda fumega; mas promoverá o julgamento para obter a verdade. Não esmorecerá nem se deixará abater, enquanto não estabelecer a justiça na terra; os países distantes esperam seus ensinamentos. Eu, o Senhor, te chamei para a justiça e te tomei pela mão; eu te formei e te constituí como o centro de aliança do povo, luz das nações, para abrires os olhos dos cegos, tirares os cativos da prisão, livrares do cárcere os que vivem nas trevas".

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus!

 

 

Salmo Responsorial - Sl 28

Que o Senhor abençoe, com a paz, o seu povo!

 

Filhos de Deus, tributai ao Senhor, tributai-lhe a glória e o poder! Dai-lhe a glória devida ao seu nome; adorai-o com santo ornamento!

 

Eis a voz do Senhor sobre as águas, sua voz sobre as águas imensas! Eis a voz do Senhor com poder! Eis a voz do Senhor majestosa.

 

Sua voz no trovão reboando! No seu templo os fiéis bradam: "Glória!" É o Senhor que domina os dilúvios, o Senhor reinará para sempre! 

 

 

2ª Leitura - At 10,34-38

Leitura dos Atos dos Apóstolos:

Naqueles dias, Pedro tomou a palavra e disse: "De fato, estou compreendendo que Deus não faz distinção entre as pessoas. Pelo contrário, ele aceita quem o teme e pratica a justiça, qualquer que seja a nação a que pertença.

Deus enviou sua palavra os israelitas e lhes anunciou a Boa-Nova da paz, por meio de Jesus Cristo, que é o Senhor de todos.

Vós sabeis o que aconteceu em toda a Judeia , a começar pela Galileia, depois do batismo pregado por João: como Jesus de Nazaré foi ungido por Deus com o Espírito Santo e com poder. Ele andou por toda a parte, fazendo o bem e curando a todos os que estavam dominados pelo demônio; porque Deus estava com ele".

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus!

 

 

Evangelho - Mt 3,13-17

Anúncio do Evangelho de Jesus Cristo, escrito por Mateus:

Naquele tempo, Jesus veio da Galileia para o rio Jordão, a fim de se encontrar com João e ser batizado por ele. Mas João protestou, dizendo: "Eu preciso ser batizado por ti, e tu vens a mim?"

Jesus, porém, respondeu-lhe: "Por enquanto deixa como está, porque nós devemos cumprir toda a justiça!" E João concordou. Depois de ser batizado, Jesus saiu logo da água. Então o céu se abriu e Jesus viu o Espírito de Deus, descendo como pomba e vindo pousar sobre ele. E do céu veio uma voz que dizia: "Este é o meu Filho amado, no qual eu pus o meu agrado".

- Palavra da Salvação.

- Glória a vós, Senhor!

 

 

Reflexão

No Batismo do Senhor há nova epifania, uma nova proposta de luz, um novo convite para abrir os olhos. As manifestações do Senhor continuam. O Batismo de Jesus se emoldura no quadro do relato do profeta e o Espírito acompanha e sustenta o Servo na sua empreitada. Jesus tem como missão manifestar o desígnio de Deus de que a justiça e o amor vão além das fronteiras de Israel.

Essa empreitada não se realiza com as armas da força, do poder, das ameaças, dos medos e dos castigos, mas com a humildade, doçura, mansidão e compreensão. O Servo anuncia o perdão e a misericórdia e, por isso, não tem necessidade de gritar e nem de clamar. Cristo proclama que veio salvar o que estava perdido e por isso e para isso pousa sobre Ele a palavra solene do Pai: "Este é o meu Filho amado, no qual eu pus o meu agrado".

O teólogo dominicano Shillebeeckx afirma: "A luz de Deus parece que só pode queimar na terra como azeite de nossas vidas. Sobretudo com o azeite da justiça e do amor". Ser discípulo não significa desempenhar o papel de mestres que querem doutrinar os outros, mas apresentar-se como simples alunos na espera impaciente de ser ensinados por Deus, por sua Palavra, pela história e pelos outros homens e mulheres. Se quisermos encontrar um cristão, precisamos entrar na casa de outras pessoas diferentes de nós.

Pe. Paulo Botas, mts

Folheto litúrgico Deus Conosco - Ed.Santuário (12/01/2020)

 

 

Preces da Comunidade

Ao Deus de infinita bondade e misericórdia, elevemos nossos rogos, pedindo seu auxílio e proteção. Em vossa bondade, Senhor Deus, ouvi vosso povo.

 

1. Fortalecei vossa Igreja e vossos Ministros e inspirai-lhes o jeito certo de apresentar o Evangelho à sociedade em que vivemos, nós vos rogamos, Senhor.

- Firmai-nos, Senhor, na paz e na caridade!

 

2. Despertai os cristãos Leigos para a vida de Comunidade e para a missão batismal, sendo sal, fermento e luz onde estiverem, nós vos rogamos, Senhor.

- Firmai-nos, Senhor, na paz e na caridade!

 

3. Fazei surgir entre nós, homens e mulheres dispostos ao serviço da Comunidade e do testemunho de vosso Reino, nós vos rogamos, Senhor.

- Firmai-nos, Senhor, na paz e na caridade!

 

4. Olhai com bondade para os cristãos batizados e despertai-os para a vida de Comunidade e o compromisso testemunhal de vosso Reino, nós vos rogamos, Senhor.

- Firmai-nos, Senhor, na paz e na caridade!

 

5. Outras intenções...

 

Ó Deus todo-poderoso, que vossa graça nos inspire e nos ajude a viver com alegria nossa fé cristã e a caridade para com todos. Isso vos pedimos, por Cristo, nosso Senhor.

- Amém.

 

 

*   *   *

 

   

 

© desde 25/12/2006 - Basílica Nossa Senhora do Carmo - Campinas - SP - Brasil