09/12/2018

2º Domingo do Advento

"Todos verão a salvação de Deus!"

 

 

Deus enviou sua Palavra a João, no tempo favorável de sua graça. No tempo desfavorável da opressão de que nos fala o profeta Baruc, por meio de João, nos chegam a esperança e a Palavra que nos liberta e salva. Somos chamados a viver essa esperança; a de que o Senhor não abandona jamais seu povo, e o ama com amor terno e eterno. O Pai em Jesus conduz a história para sua plena realização na paz, na esperança e na fraternidade. Celebremos nossa esperança no Deus da vida.  

 

 

Liturgia da Palavra - Deus nos fala

A Palavra nos ilumina e nos indica o caminho. Deus nos propõe, mas ao fazermos nossas escolhas, assumamos também as consequências. É possível construir a história nova, pois João, vindo da periferia do mundo e do deserto, nos mostra o caminho a seguir.  

 

 

1ª Leitura - Br 5,1-9

Leitura do Livro do Profeta Baruc:

Despe, ó Jerusalém, a veste de luto e de aflição, e reveste, para sempre, os adornos da glória vinda de Deus. Cobre-te com o manto da justiça que vem de Deus e põe na cabeça o diadema da glória do Eterno.

Deus mostrará teu esplendor, ó Jerusalém, a todos os que estão debaixo do céu. Receberás de Deus este nome para sempre: "Paz-da-justiça e glória-da-piedade".

Levanta-te, Jerusalém, põe-te no alto e olha para o Oriente! Vê teus filhos reunidos pela voz do Santo, desde o poente até o levante, jubilosos por Deus ter-se lembrado deles. Saíram de ti, caminhando a pé, levados pelos inimigos. Deus os devolve a ti, conduzidos com honras, como príncipes reais.

Deus ordenou que se abaixassem todos os altos montes e as colinas eternas, e se enchessem os vales, para aplainar a  terra, a fim de que Israel caminhe com segurança, sob a glória de Deus. As florestas e todas as árvores odoríferas darão sombra a Israel, por ordem de Deus. Sim, Deus guiará Israel, com alegria, à luz de sua glória, manifestando a misericórdia e a justiça que dele procedem. 

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus!

 

 

Salmo Responsorial - Sl 125

Maravilhas fez conosco o Senhor: exultemos de alegria!

 

Quando o Senhor reconduziu nossos cativos, parecíamos sonhar. Encheu-se de sorriso nossa boca; nossos lábios, de canções.

 

Entre os gentios se dizia: "Maravilhas fez com eles o Senhor!" Sim, maravilhas fez conosco o Senhor: exultemos de alegria!

 

Mudai a nossa sorte, ó Senhor, como torrentes no deserto. Os que lançam as sementes entre lágrimas, ceifarão com alegria.

 

Chorando de tristeza sairão, espalhando suas sementes; cantando de alegria voltarão, carregando os seus feixes!

 

 

2ª Leitura - Fl 1,4-6.8-11

Leitura da Carta de São Paulo aos Filipenses:

Irmãos: Sempre em todas as minhas orações rezo por vós, com alegria, por causa da vossa comunhão conosco na divulgação do Evangelho, desde o primeiro dia até agora.

Tenho a certeza de que aquele que começou em vós uma boa obra há de levá-la à perfeição até o dia de Cristo Jesus.

Deus é testemunha de que tenho saudade de todos vós, com a ternura de Cristo Jesus.

E isto eu peço a Deus: que o vosso amor cresça sempre mais, em todo o conhecimento e experiência, para discernirdes o que é o melhor. E assim ficareis puros e sem defeito para o dia de Cristo,  cheios do fruto da justiça que nos vem por Jesus Cristo, para a glória e o louvor de Deus. 

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus!

 

 

Evangelho - Lc 3,1-6

Anúncio do Evangelho de Jesus Cristo, escrito por Lucas:

No décimo quinto ano do império de Tibério César, quando Pôncio Pilatos era governador da Judeia, Herodes administrava a Galileia, seu irmão Filipe, as regiões da Ituréia e Traconítide, e Lisânias a Abilene; quando Anás e Caifás eram sumos sacerdotes, foi então que a palavra de Deus foi dirigida a João, o filho de Zacarias, no deserto.

E ele percorreu toda a região do Jordão, pregando um batismo de conversão para o perdão dos pecados, como está escrito no Livro das palavras do profeta Isaías: "Esta é a voz daquele que grita no deserto: 'preparai o caminho do Senhor, endireitai suas veredas. Todo vale será aterrado, toda montanha e colina serão rebaixadas; as passagens tortuosas ficarão retas e os caminhos acidentados serão aplainados. E todas as pessoas verão a salvação de Deus'".

- Palavra da Salvação.

- Glória a vós, Senhor!

 

 

Reflexão

Eu sou o Caminho

Advento, tempo de preparação, de espera e de conversão. "Esta é a voz daquele que grita no deserto: 'Preparai o caminho do Senhor, endireitai suas veredas'" (Lc 3,4).

Lucas serve-se de um texto tirado do que chamamos de segundo Isaías (40—55), quando um profeta anônimo, possivelmente discípulo de Isaías, em pleno Exílio da Babilônia (586-538 a.C.), num período de escravidão, tristeza e dor, exorta o povo de sua época, de hoje e de todos os tempos, para despir-se do luto e aterrar os vales, rebaixar montanha e colina, e aplainar os caminhos do Senhor (cf. Is 40,3-5). Só assim "todas as pessoas verão a salvação de Deus". O que João Batista tem a nos ensinar sobre isso?

A Verdade

Lucas nos mostra que Deus, em sua infinita bondade, teve misericórdia do seu povo e vai trazer a salvação na pessoa de seu Filho Jesus, que se fez homem e veio morar no meio de nós. Diante de tamanha prova de amor, cabe aos homens e mulheres de boa vontade preparar o caminho do Senhor. João Batista prega "um batismo de conversão para o perdão dos pecados" (Lc 3,3). Mostra a todos que o importante não é só ser batizado; faz-se necessário converter-se e praticar as obras de misericórdia e justiça.

Faz-se necessária uma ação concreta em favor da justiça para aterrar os vales e abismos existentes entre os ricos e pobres. Rebaixar o orgulho da montanha de nosso egoísmo para que haja uma verdadeira partilha do que temos e somos, e uma verdadeira conversão e mudança de vida para vivermos de acordo com a Palavra de Deus, que aplaina e mostra o verdadeiro caminho do Senhor. Vivendo intensamente nosso batismo, poderemos rezar como o salmista: "Sim, maravilhas fez conosco o Senhor, exultemos de alegria!"

E a Vida

O Natal está chegando e Jesus quer novamente renascer em nosso coração. São Paulo diz: "Que o vosso amor cresça sempre mais, em todo o conhecimento e experiência, para discernirdes o que é o melhor". Que este Natal não seja apenas mais um, mas que verdadeiramente possamos converter-nos e preparar o caminho do Senhor.

Somente um amor concreto, em defesa da vida, poderá nos transformar em instrumentos da salvação do nosso Deus.

Pe. Francisco Albertin - Campestre-MG 

Este texto faz parte do folheto litúrgico deste domingo - Deus Conosco -

Ed. Santuário.

 

 

Oração da Comunidade

Elevemos nossos rogos ao Deus da Vida, cheios de confiança e na certeza de que Ele nos acolhe e nos escuta em seu amor, dizendo com fé:

- Senhor, vinde em nosso auxílio!

 

1. Fazei com que, a exemplo do profeta Baruc, em vossa Igreja sejamos encorajados e nos levantemos de nossas acomodações e prostrações, nós vos pedimos.

- Senhor, vinde em nosso auxílio!

 

2. Olhai com bondade para nossa Comunidade, e que a solidariedade dos Filipenses para com Paulo nos desperte para atitudes fraternas para com os mais necessitados, nós vos pedimos.

- Senhor, vinde em nosso auxílio!

 

3. Tornai viva e presente entre nós a justiça de vosso Filho Jesus, e que ela seja nossa fonte de inspiração para lutarmos a favor  de um mundo mais justo e fraterno, nós vos pedimos.

- Senhor, vinde em nosso auxílio!

 

4. Fortalecei-nos no projeto de vosso Reino, e que ele nos leve a atitudes solidárias na busca da paz, da vida e da dignidade humana, nós vos pedimos.

- Senhor, vinde em nosso auxílio!

 

5. Outras intenções...

 

Ó Deus, rico em amor e misericórdia, dignai-vos acolher nossas humildes preces, que vos dirigimos por meio de Cristo, vosso Filho, que convosco vive e reina para sempre.

- Amém.

 

 

*   *   *

 

   

 

© desde 25/12/2006 - Basílica Nossa Senhora do Carmo - Campinas - SP - Brasil