02/12/2018

1º Domingo do Advento

"Vossa libertação está próxima!"

 

 

O Tempo do Advento que hoje iniciamos marca o início de um novo ano litúrgico. Outra vez temos a oportunidade de refazermos nossa opção por Cristo, preparando-nos para a celebração da festa de seu nascimento. A expectativa da vinda do Senhor nos faz intensificar nosso amor e nossas orações. É tempo de renovar as esperanças e de permitir que a luz de Deus alcance plenamente nossa vida.  

 

 

Liturgia da Palavra - Deus nos fala

A Palavra de Deus nos comunica a esperança de um novo tempo de justiça e de paz. Ela nos exorta a crescermos no amor, preparando-nos para o dia da vinda do Senhor. É preciso estarmos atentos para os sinais que nos revelam a vida nova trazida por Jesus.  

 

 

1ª Leitura - Jr 33,14-16

Leitura do Livro do Profeta Jeremias:

Eis que virão dias, diz o Senhor, em que farei cumprir a promessa de bens futuros para a casa de Israel e para a casa de Judá.

Naqueles dias, naquele tempo, farei brotar de Davi a semente da justiça, que fará valer a lei e a justiça na terra.

Naqueles dias, Judá será salvo e Jerusalém terá uma população confiante; este é o nome que servirá para designá-la: 'O Senhor é a nossa Justiça'".

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus!

 

 

Salmo Responsorial - Sl 24

Senhor meu Deus, a vós elevo a minha alma!

 

Mostrai-me, ó Senhor, vossos caminhos, e fazei-me conhecer a vossa estrada! Vossa verdade me oriente e me conduza, porque sois o Deus da minha salvação!

 

O Senhor é piedade e retidão, e reconduz ao bom caminho os pecadores. Ele dirige os humildes na justiça, e aos pobres ele ensina o seu caminho.

 

Verdade e amor são os caminhos do Senhor para quem guarda sua Aliança e seus preceitos. O Senhor se torna íntimo aos que o temem e lhes dá a conhecer sua Aliança.

 

 

2ª Leitura - 1Ts 3,12-4,2

Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Tessalonicenses:

Irmãos: O Senhor vos conceda que o amor entre vós e para com todos aumente e transborde sempre mais, a exemplo do amor que temos por vós. Que assim ele confirme os vossos corações numa santidade sem defeito aos olhos de Deus, nosso Pai, no dia da vinda de nosso Senhor Jesus, com todos os seus santos.

Enfim, meus irmãos, eis o que vos pedimos e exortamos no Senhor Jesus: Aprendestes de nós como deveis viver para agradar a Deus, e já estais vivendo assim. Fazei progressos ainda maiores! Conheceis, de fato, as instruções que temos dado em nome do Senhor Jesus. 

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus!

 

 

Evangelho - Lc 21,25-28.34-36

Anúncio do Evangelho de Jesus Cristo, escrito por Lucas:

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: "Haverá sinais no sol, na lua e nas estrelas. Na terra, as nações ficarão angustiadas, com pavor do barulho do mar e das ondas. Os homens vão desmaiar de medo, só em pensar no que vai acontecer ao mundo, porque as forças do céu serão abaladas.

Então eles verão o Filho do Homem, vindo numa nuvem com grande poder e glória. Quando estas coisas começarem a acontecer, levantai-vos e erguei a cabeça, porque a vossa libertação está próxima.

Tomai cuidado para que vossos corações não fiquem insensíveis por causa da gula, da embriaguez e das preocupações da vida, e esse dia não caia de repente sobre vós; pois esse dia cairá como uma armadilha sobre todos os habitantes de toda a terra. Portanto, ficai atentos e orai a todo momento, a fim de terdes força para escapar de tudo o que deve acontecer e para ficardes em pé diante do Filho do Homem".

- Palavra da Salvação.

- Glória a vós, Senhor!

 

 

Reflexão

Vossa libertação está próxima!

Com este domingo, a Comunidade eclesial é chamada a celebrar o início de um novo ano e tempo litúrgico. É Cristo mesmo presente na vida da sua Igreja, guiando, por meio do Espírito Paráclito, os passos de seus discípulos. Neste tempo favorável, a Comunidade discipular é chamada a orar e a vigiar, pois a libertação que vem de Deus está próxima. Os cristãos foram criados para a liberdade e não para serem escravizados por aqueles que não se deixam guiar pelos valores do Evangelho.

O Senhor, desde a criação, nunca se esqueceu do homem e da mulher. Em todos os tempos, mesmo diante das infidelidades de seu povo, mostrou-se sempre fiel e solícito para com seus filhos e filhas. Diante de reis, que tentaram escravizar os pequeninos, os seus favoritos, Ele se revelou como justiça e misericórdia. Mostrando os caminhos que levam ao céu e convidando a todos a se deixarem guiar pela verdade da sua Palavra, que procura reconduzir os pecadores ao bom caminho, a uma vida livre, que nasce da consciência e preocupação com o bem comum.

A entrada do Verbo de Deus na história humana fez nascer uma nova esperança, a possibilidade de um novo céu e uma nova terra. Lucas, no Evangelho proclamado, descreve muitas catástrofes. Estas causam espanto, todavia, o seu objetivo é auxiliar os discípulos de Jesus a lerem os sinais dos tempos, isto é, o indicativo da plenitude do Reino de Deus neste mundo é a queda de todos os impérios e forças, que impedem os membros da Comunidade cristã de ficar em pé diante do Filho do Homem, o Cristo Jesus.

Hoje são muitas as situações que escravizam o homem, que o fazem viver de um modo egocêntrico, fechado em si mesmo e pouco inclinado a práticas altruístas. Orai e vigiai, eis a estrada à qual somos convidados a percorrer neste tempo do Advento. Orar significa colocar-se na presença do Senhor, numa atitude dialógica. Vigiar significa estar atento para que a Palavra de Deus, que em Cristo assume um corpo, seja o referencial para toda ação humana. Estar atento, eis o desafio para os membros da Comunidade cristã, para não se deixar seduzir por projetos que colocam em xeque a liberdade, introduzida por Cristo, na história humana.  

Pe. Rodrigo Arnoso, C.Ss.R. 

Este texto faz parte do folheto litúrgico deste domingo - Deus Conosco -

Ed. Santuário.

 

 

Oração da Comunidade

Rezemos, irmãos e irmãs, ao Senhor que nos concede a graça de celebrarmos o Advento e de nos prepararmos para o Natal de seu Filho Jesus. Confiantes em seu amor, dirijamos-lhe nossas preces.

 

1. Enviai, Senhor, vosso Espírito sobre a vossa Igreja, ensinando-a em sua missão de preparar os vossos caminhos e de ser no mundo um sinal da vossa presença, nós vos pedimos.

- Vinde, Senhor, libertar vosso povo!

 

2. Aumentai, Senhor, nos nossos corações o desejo de vos servir e de vos amar em nossos irmãos e irmãs, especialmente aqueles que se encontram mais necessitados de consolo e amparo, nós vos pedimos.

- Vinde, Senhor, libertar vosso povo!

 

3. Inspirai, Senhor, nossas lideranças e todos que se dedicam à promoção da vida humana, para que nunca se cansem de fazer o bem e de lutar por um mundo mais justo e fraterno, nós vos pedimos.

- Vinde, Senhor, libertar vosso povo!

 

4. Tocai, Senhor, com vosso amor e vossa misericórdia a vida de todos aqueles que foram escravizados pelo pecado do egoísmo, para que descubram a força da caridade e da partilha, nós vos pedimos.

- Vinde, Senhor, libertar vosso povo!

 

5. Outras intenções...

 

Vinde, Senhor, e fortalecei vosso povo que hoje vos confia suas súplicas e seu propósito de preparar os caminhos de vosso Filho Jesus, que convosco vive e reina para sempre.

- Amém.

 

 

 

*   *   *

 

   

 

© desde 25/12/2006 - Basílica Nossa Senhora do Carmo - Campinas - SP - Brasil